PC e PM de Inhumas elucidam latrocínio de idosa menos de 24 horas após crime

1011

Uma ação conjunta entre as Policias Civil e Militar na segunda-feira (04) resultou na prisão de Paulo Henrique Ribeiro, que confessou ter matado Maria Helena Silva, mais conhecida como ”Leninha”, de 64 anos.

Maria Helena foi encontrada sem vida dentro de sua residência no domingo (03). No local, haviam sido subtraídos diversos pertences da vítima, como uma TV, um fogão a gás, um botijão de gás e dois cartões bancários.

Após diversas diligências com objetivo de encontrar o autor do delito, a equipe de policiais chegou a vários suspeitos, os quais tiveram contato com a vítima antes do fato. Um deles foi Paulo Henrique, em cujo interrogatório alegou ter matado a idosa depois de uma discussão. O autor confesso do crime informou ainda que conhecia a vítima e que sempre frequentava sua casa para buscar dinheiro.

Paulo Henrique relatou aos policiais ter ido à residência de Maria Helena por volta das 20 horas do e, durante discussão, empurrou-a várias vezes, até o momento que a vítima caiu e bateu a cabeça na cama de concreto, vindo a óbito no local.Por fim, o autor do latrocínio informou aos policiais que, ao ver a vítima no chão, subtraiu seus pertences e fugiu do local. Ele acrescentou que fez a venda da TV em um grupo da rede social Facebook chamado ”Feira da Marreta Inhumas”. O objeto teria sido vendido no valor de R$ 400.