Peculato: Prefeito de Edealina é preso por uso indevido de bem público

474
algema
Usar bens públicos para fins particulares é crime

O prefeito do município de Edealina, João Batista Gomes Rodrigues (PTB), de 42 anos, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (28) por uso indevido da máquina pública. Ele foi flagrado logo após policiais civis seguirem um caminhão da prefeitura, que transportava areia e cimento para sua propriedade rural, entre Edealina e Pontalina. A conduta do prefeito já era alvo de investigação há alguns dias.

Segundo o delegado Abadio Souza e Silva, titular da Delegacia de Crimes Contra a Administração Pública (Derccap), o motorista do caminhão, ao ser abordado, confirmou que o transporte estava sendo feito a pedido do próprio gestor. “Ele (João Batista) não estava na prefeitura, mas nós esperamos ele chegar”, conta Abadio, que junto de outros dois agentes, efetuou pessoalmente a prisão.

De acordo com o delegado, o caminhão com o material de construção foi seguido até a fazenda do prefeito. “Esperamos ele descarregar e só então nos aproximamos para saber de quem era a propriedade”, relata o delegado. João Batista, que assumiu a prefeitura em março de 2012, se reelegendo em seguida, foi levado para a carceragem da Delegacia de Capturas. O crime de peculato tem pena prevista de dois a 12 anos.