Policiais Civis do GENARC de Formosa prendem acusado de homicídio do menor D.A.C.

833
Leonardo Pereira de Souza, o Playboy

Na última quarta-feira, dia 08/05, Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos – Genarc, de Formosa, prenderam Leonardo Pereira de Souza, de 21 anos. Leonardo, o Playboy, foi preso em flagrante acusado pelo homicídio do menor D.C.A., de 17 anos. O Delegado Vytautas Zumas informa que na tarde do dia 08, por volta das 16h, um FIAT Palio de cor prata parou em frente a um bar localizado no setor São Benedito, em Formosa, e dele desceram dois indivíduos. Um deles efetuou disparos de armas de fogo em direção a dois menores que jogavam sinuca no local. O menor D.C.A., alvo principal dos disparos, foi atingido na barriga e na cabeça, vindo a falecer no local apesar da tentativa de socorro de populares

Uma garota de 15 anos, que passava pelo local, foi atingida por um tiro de raspão na cabeça e passa bem. Outro jovem, de 16 anos, foi atingido no abdômen e transferido para um hospital de Planaltina. Logo após o ocorrido, Policiais Civis do Genarc estiveram no local e apuraram que os indivíduos teriam utilizado um Palio de cor prata, com placas que tinha o final 2222. Descobriram ainda que um dos atiradores teria sido Leonardo. Munidos de informações, os Policiais Civis e Militares empenharam-se em diligências e descobriram que a namorada de Playboy possuía um veículo com as mesmas características e placas daquele utilizado no crime, demonstrando então que as suspeitas estavam corretas.

Localizada a residência da namorada Leonardo, verificou-se que o carro utilizado no crime estava na garagem, sendo questão de tempo até que o suspeito saísse até o portão para verificar se alguém teria ido até lá para vingar o crime cometido, momento em que foi preso em flagrante pelos policias. Na delegacia, Playboy confessou o crime e justificou dizendo que D.C.A teria atirado em seu irmão uma semana antes. A motivação do crime também seria uma rixa existente entre setores da cidade onde jovens travam batalhas diárias entre si na disputa por território, tráfico de drogas e vinganças por homicídios anteriores. As vinganças e apologia ao crime eram frequentemente postadas por Playboy em uma página de relacionamentos, o que demonstra o cotidiano criminoso do jovem.

Leonardo foi conduzido até a Central de Flagrantes de Formosa, onde foi autuado pelo crime de homicídio qualificado, sendo recolhido na Casa de Prisão Provisória da cidade, onde permanece à disposição do Poder Judiciário.