Polícia apreende barco de luxo de traficante alvo de operação em Anápolis

1040

barcoUma operação da Polícia Civil levou à apreensão de uma lancha modelo Triton 360, avaliada pelos policiais em cerca de R$ 1 milhão, em Morrinhos, na noite da última terça-feira (7). As investigações indicam que o dono da embarcação é de Marciel Ribeiro de Oliveira, de 30 anos, preso em Goiânia, junto com o irmão, Marcelo Ribeiro de Oliveira. Ambos estavam foragidos desde a semana passada, quando o Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Anápolis deflagrou a Operação “Erga omnes”.

Durante a operação, coordenada pela delegada Carla de Bem, foram cumpridos 10 mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão domiciliar. Dentre os alvos, seis ainda foram autuados em flagrante, por posse de arma de fogo e tráfico de drogas. Na ocasião, foram aprendidos cerca de 30 quilos de pasta-base de cocaína, 120 quilos de insumos para o refino de cocaína, 30 quilos de maconha, além de pequenas porções de ecstasy e anabolizantes.

O esquema de tráfico de drogas, que seria administrado por Marciel, está sendo investigado pela 3º Delegacia Regional de Anápolis (3ªDRP) há sete meses, conta a delegada responsável pelo caso. “Ele tinha uma casa de luxo em Anápolis, e lá encontramos documentos dessa lancha, que está no nome de um laranja”, explica Carla. O barco estava estacionado em um guincho. A embarcação e os dois presos serão apresentados na tarde desta quinta-feira (9), na Delegacia Regional de Anápolis.

Relembre a operação:
Erga omnes