Polícia Civil apreende menor de 17 anos que matou colega e jogou o corpo em caldeira

253
Caldeira onde o corpo da vítima foi queimado depois de levar duas facadas

Um adolescente de 17 anos foi morto com duas facadas na tarde de domingo, no local onde trabalhava e morava, em uma chácara na Rua Karajás, no Jardim Eldorado, em Aparecida de Goiânia.

Depois, o assassino jogou o corpo da vítima em uma caldeira e o queimou onde são descartados pneus velhos. Como nem todo o corpo foi queimado, o autor recolheu o que havia sobrado e jogou em uma fossa.

A mãe do adolescente procurou a Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) e denunciou o desaparecimento do filho. “Investigamos e descobrimos que o adolescente era estudioso, trabalhador e nunca havia se envolvido em atos infracionais”, contou a delegada Miriam Vidal, titular da Depai de Aparecida de Goiânia. Duas horas depois da denúncia, a Polícia Civil chegou ao autor, um adolescente de apenas 16 anos, colega de trabalho da vítima.

Ele contou que furtava peças e coisas de pequeno valor na empresa em que trabalhava e morava com a vítima. O colega descobriu e ameaçou contar tudo ao patrão. Para evitar a delação, o adolescente matou o outro. Com medo das consequências ele tentou desfazer-se do corpo, jogando-o na caldeira onde alguns pneus eram incinerados.

Ao notar que o tronco e a cabeça não haviam sido destruídos, jogou o restante do corpo na fossa. O corpo foi resgatado ontem à tarde pelo Corpo de Bombeiros. O adolescente foi apreendido pelos atos infracionais de homicídio e ocultação de cadáver.

Texto: Rosana Melo
Foto: Sebastião Nogueira
Fonte: O Popular