Polícia Civil apresenta suspeito de quatro homicídios na Região Noroeste

346
eromar
Foto: Wildes Barbosa

A Polícia Civil apresentou à imprensa, na manhã desta terça-feira (10), na Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), Eromar Rosa da Silva, de 20 anos. Segundo investigações, ele é apontado como um dos maiores homicidas de Goiânia. Teria sido responsável, desde agosto do ano passado, por quatro assassinatos e uma tentativa na Região Noroeste da Capital. Ele foi preso por policiais militares na noite do último domingo.

Segundo o delegado adjunto da DIH, Carlos Caetano, a prisão de Eromar da Silva integra a segunda etapa da Operação Tempestade. Três dos quatro homicídios pelos quais Eromar é acusado têm como pano de fundo o tráfico de drogas. Já o último assassinato cometido por ele teria sido motivado por vingança. No currículo, o criminoso já tem cinco passagens pela polícia: ameaça, roubo, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma

De acordo com as investigações, ele cometia os crimes nos bairros Floresta e Boa Vista, todos na região Noroeste de Goiânia. As investigações sobre os crimes de Eromar, que era considerado o segundo homem na hierarquia da quadrilha de tráfico de drogas a que ele pertencia, se intensificaram a partir de setembro do ano passado. Segundo a polícia, foi possível contar com a colaboração de testemunhas dos crimes dele para elucidação dos casos.