Polícia Civil começa a executar na sexta-feira plano de ação elaborado para o Carnaval

401

A Polícia Civil disponibilizará todo o seu efetivo para atuar na repressão aos crimes durante o período de Carnaval. É o que prevê o plano operacional elaborado pela Gerência de Planejamento Operacional da instituição, que começa a viger excepcionalmente na próxima sexta-feira, dia 18, às 18 horas, encerrando na quarta-feira, dia 22, às 12 horas. O plano prevê a participação de todas as Delegacias Regionais de Polícia, sediadas no interior, e, em Goiânia, das Centrais de Flagrantes, que terão seus trabalhos reforçados.

O plano operacional prioriza as cidades com maior tradição carnavalesca no Estado, onde a presença de Policiais Civis será mais intensificada, visando especialmente o combate ao uso e tráfico de drogas. Esse trabalho será desenvolvido pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) e pelos Grupos Especiais de Repressão a Narcóticos (Genarcs), que ficam vinculados às Delegacias Regionais de Polícia. O plano lança mão também das Delegacias de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores, Investigações Criminais(Deic), Homicídios e dos Grupos de Investigação de Homicídios(GIHs).

Carlos Roberto Teixeira

Segundo o Delegado Carlos Roberto Teixeira, Gerente de Planejamento Operacional da Polícia Civil, o plano de ação para o Carnaval foi elaborado de forma que as operações sejam desenvolvidas de forma integrada com os demais órgãos policiais envolvidos no Carnaval. Vamos desenvolver um trabalho em conjunto com a Polícia Militar nos locais de grande fluxo de foliões e com as Polícias Rodoviárias Estadual e Federal, com foco principal nas pessoas que conduzem veículos sob efeito de álcool, ”, assinalou Teixeira.

A Polícia Civil disponibilizará também seu Grupo de Elite, o GT3, e a Unidade Aeropolicial, que ficará de prontidão para os casos em que a intervenção policial com uso do Helicóptero Koala for necessária. No plano, a Supervisão da Polícia Civil mantém suas atribuições de acompanhar toda a movimentação de Policiais Civis no Estado, podendo, inclusive, fazer o remanejamento de servidores para atender às  necessidades operacionais que forem surgindo.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil

Foto: Google(Charge Ilustração)
Foto: Polícia Civil