Polícia Civil cria o Grupo de Repressão a Crimes Rurais e de Divisas e entrega Delegacia Móvel

466
Fachada lateral com a identificação do grupo inaugurado e a van destinada à Delegacia Móvel da Polícia Civil

O Secretário da Segurança Pública e Justiça, João Furtado, e a Delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, inauguraram hoje(18) à tarde, a sede do Grupo de Repressão a Crimes Rurais e de Divisas. O grupo terá a missão de investigar quadrilhas e bandos que estão agindo nas propriedades rurais, bem como para identificar e prender quadrilhas que estão entrando em Goiás, oriundas de outros Estados. Antes mesmo do anúncio da sua instalação oficial, o grupo conseguiu recuperar mais 140 reses subtraídas de fazendeiros goianos.

O Delegado de Polícia Cleóviton Nerys Costa foi designado para chefiar o grupo, que está instalado numa casa localizada na Rua 1, esquina com a 14, nº 297, Setor Aeroviário. Fone: 3201-1158. João Furtado falou com os jornalistas da importância do trabalho que será desenvolvido pelo grupo, que terá apoio das áreas de inteligência da Polícia Civil e da Secretaria da Segurança Pública e Justiça. “É mais um passo importante para Segurança Pública de Goiás, através da Polícia Civil, na repressão aos crimes praticados em fazendas e nas divisas de Goiás com outros Estados”, assinalou Furtado.

Cleóviton Costa, João Furtado e Adriana Accorsi

Na mesma solenidade, a Polícia Civil fez a entrega de uma Delegacia Móvel, que funcionará numa van toda equipada para realizar os procedimentos policiais no próprio local da prisão, dispensando o encaminhamento dos presos para as Delegacias de Polícia. Adriana Accorsi disse que a Delegacia Móvel será destinada ao atendimento da Polícia Civil como um todo, dependendo da necessidade do trabalho que for desempenhado pela Delegacia de Polícia requisitante da viatura.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil