Polícia Civil de Cristalina prende cinco suspeitos de latrocínio. Todos os presos são de Luziânia

699
Yuri Bueno

Policiais Civis de Cristalina prenderam cinco supeitos de terem roubado um veículo no centro da cidade e ter matado de forma brutal o condutor do mesmo. O crime ocorreu no mês passado. De acordo com o Delegado de Polícia Vitor Oliveira Magalhães, coordenador das investigações, após tomarem conhecimento do fato e de  tomar as providências necessárias às investigações, começaram a trabalhar com a possibilidade de latrocínio, constatação que  os levou até um grupo de infratores, moradores da cidade de Luziânia, distante de Cristalina cerca de 80km.

A partir de informações contundentes sobre a participação do grupo no crime, com o apoio de policiais de Luziânia – 1º Distrito Policial e Genarc, e de posse dos mandados de prisão cautelar, conseguiram efetuar a prisão de cinco pessoas, integrantes do grupo. Entre os presos estão  Flaiton Francisco M. Lacerda,  que  já foi investigado e condenado por outros sete crimes de roubo, Yuri Bueno Gabriel, que estava foragido desde a expedição do mandado de prisão e Fabrício Ligorio, o FB. Houve ainda apreensão de dois  menores, sendo que um deles é suspeito de ter sido o autor de pelo menos sete homicídios no entorno de Brasília.

Os policiais afirmaram  que  os envolvidos confessaram participação no crime, omenor P.H. inclusive,  informou que o veículo roubado    teria sido trocado em armas e dinheiro, divididos entre os integrantes do grupo.  O delegado  esclareceu ainda,  que todos os indivíduos presos já tinham passagens pela Polícia Civil e  Poder Judiciário por diversos crimes. As investigações  continuam, agora com o objetivo de localizar o veículo subtraído.

Fabrício - um dos presos

O delegado Vitor Oliveira Magalhães enalteceu o trabalho de toda a equipe da Delegacia de Polícia de Cristalina, em especial dos agentes de Polícia Ariezo de Moura Cavalcante e Jabson Martins Leite Filho e ressaltou o apoio irrestrito prestado pelos Agentes de Polícia Rafael Medeiros da Conceição ,  Alexandre da Silva Fernandes, 1º Distrito Policial de Luziânia e do Delegado coordenador do GENARC- Luziânia, ALEXANDRE NETTO MOREIRA, imprescindíveis para as prisões dos envolvidos no bárbaro crime.

Geralda Ferraz – Escrivã de Polícia