Polícia Civil de Goianésia soluciona 100% dos casos de homicídio

537
IMG-20160810-WA00241
Welvisley Ribeiro de Brito

A prisão preventiva, juntamente à conclusão do Inquérito Policial, do homicídio contra Carlos Alberto Souza Ribeiro por Welvisley Ribeiro de Brito, por alcunha “Nenê da Égua”, na manhã de quarta-feira, 10, estabeleceu um marco nas instituições de segurança pública em Goianésia, no Vale do São Patrício. Com o desfecho do precedimento, 100% das ocorrências de homicídio no município encontram-se solucionadas. O crime aconteceu na sexta-feira, 5, e foi motivado por um desacerto comercial entre autor e vítima, relativo à venda de um automóvel.

Welvisley foi preso ao comparecer à distrital acompanhado de advogado para prestar depoimento. A detenção ocorreu por conta da existência de mandado de prisão preventiva, o qual já havia sido representado pela Autoridade Policial, dadas as evidências surgidas durante as investigações. Na ocasião, a arma de fogo supostamente utilizada como meio para a prática do crime, um revolver calibre 38, foi apreendida.

A desavença motivadora do crime teve início quando a vítima adquiriu, junto a outra pessoa, um veículo originalmente de propriedade de Welvisley. Ao vender o veículo, este não teria recebido o pagamento da pessoa que o vendeu à vítima. Sabedor de que Carlos Alberto havia comprado o automóvel, Welvisley concluiu ser a vítima a pessoa que deveria pagá-lo. Ao se encontrarem em um bar, houve uma discussão, finalizada com dois disparos de arma de fogo, feitos por Welvisley contra a vítima.

De acordo com o titular da da 15ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), Marco Antônio Maia, a conclusão desse Inquérito Policial de maneira célere e a marca de 100% de casos de homicídios solucionados em Goianésia, o impacto positivo para a comunidade local é considerável. “Traz alívio para as famílias, que têm saciado seu desejo de justiça, e tranquilidade para a sociedade”, comenta.