Morte de militar: Polícia Civil de Planaltina esclarece latrocínio e prende principais suspeitos

536
planaltina
Alex Sandro e Jerri: morte por celular

A Polícia Civil de Planaltina, no Entorno do Distrito Federal, esclareceu, no dia 4 de junho, todos os detalhes do latrocínio que vitimou Wilson Sérgio da Siqueira, militar do Exército, morto por golpe de arma branca, em assalto ocorrido no dia 27 de maio.

Segundo o delegado Cristiomário Medeiros, titular da delegacia de Planaltina, o crime foi cometido por Alex Sandro Pereira da Silva, Jerri Cleiton Batista de Morais e pela adolescente A.M.M., de 15 anos, namorada de Alex, o responsável pelo golpe que vitimou o militar.

De acordo com as investigações, a adolescente teria pedido ao namorado que roubasse um celular. O trio, então, decidiu abordar a vítima, no momento em que ela chegava em casa, no Setor Oeste, em Planaltina. Em depoimento, Alex disse que Wilson reagiu ao assalto e, por isso, foi ferido.

Após as averiguações, com o apoio do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) da cidade, o delegado Cristiomário Medeiros representou pela prisão preventiva dos suspeitos e pela apreensão da menor, pedidos deferidos pelas varas Criminal e de Infância e Juventude.

Alex Sandro e Jerri Cleison, capturado em um segundo momento escondido numa casa no Vale do Amanhecer, foram recolhidos à Cadeia Pública de Planaltina. A adolescente foi levada à delegacia, onde aguarda vaga para o Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) de Formosa.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / Planaltina