Polícia Civil de Pontalina prende suspeito de receptação de motocicletas de origem duvidosa

515
pontalina 2
Adriano e algumas das motos apreendidas

Policiais civis de Pontalina, no sul do Estado, prenderam, no dia 24 de julho, Adriano Rodrigues da Cruz, de 42 anos, conhecido como “Adriano do Bar”, por suspeita de crime de receptação. Pelo mesmo motivo foi preso também Ronaldo Batista Neri, vulgo “Branco”, de 31 anos. Ambos tinham contra si mandado de prisão preventiva em aberto.

Adriano era, segundo o delegado Patrick Fernando Carniel, apontado como um dos principais comerciantes de motocicletas de origem ilícita na cidade. De acordo com as investigações, ele também estaria praticando comércio intenso de motos de leilão adulteradas. Além disso, seu nome foi citado por outros presos, alvos de monitoramento há cerca de quatro meses.

De acordo com Carniel, a representação pela prisão de Ronaldo ocorreu porque um dos condutores detidos com uma moto de leilão adulterada afirmou ter comprado a motocicleta de Adriano e a adulterado as características do veículo com Ronaldo. Segundo o depoente, foi o próprio Ronaldo quem trabalhou na adulteração.

Conforme reforça o delegado, a circulação de motos leiloadas é proibida e tal conduta é prevista no Código Penal como crime de receptação, passível de prisão em flagrante, com pena de até quatro anos. Segundo Carniel, as investigações sobre esse tipo de comércio em Pontalina vão prosseguir.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Pontalina