DECON prende famarcêutica suspeita de falsificar e vender receitas médicas em Goiânia

682
Remédios apreendidos na farmácia de Luana Sampaio Gratão
Remédios apreendidos na farmácia de Luana Sampaio Gratão

No estabelecimento foram
encontrados carimbos de mais
de 30 médicos. Além disso, a
mulher também comercializada
remédios de forma irregular.

A farmacêutica Luana Sampaio Gratão, de 29 anos, foi presa em flagrante pelos policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (DECON), suspeita de falsificar receitas médicas e vender remédios de forma irregular, em Goiânia. Segundo as investigações conduzidas pelo delegado Eduardo Prado, que assumiu na semana passada como titular da DECON, o comércio ilegal era realizado em uma farmácia do Setor Marechal Rondon, de propriedade da suspeita. Luana foi autuada por Falsificação de Documento Público e Venda de Medicamentos Impróprios para o Consumo.

Luana Sampaio foi presa no sábado , dia 24, após uma operação feita pela DECON, em parceria com a Vigilância Sanitária. No estabelecimento, foram encontrados receitas e carimbos falsificados com os nomes de mais de 30 médicos. Vários medicamentos também foram apreendidos pelos policiais civis. O delegado Eduardo Prado informou que esse tipo de crime está se tornando comum e alerta aos consumidores para o perigo da compra de remédios de forma ilícita.

receitas falsificadas
Receitas falsificadas apreendidas na farmácia

“Esses remédios de uso controlado, que dependem de receitas especiais, geram alterações muito fortes no organismo das pessoas e depende de uma avaliação médica. Pode gerar vários transtornos, inclusive a morte. Temos informações de que vários estabelecimentos comerciais estão vendendo esse tipo de medicação. Nós iremos prender essas pessoas porque estão gerando problema de saúde para a nossa capital”, explica Eduardo Prado.

delegado Eduardo Prado: Titular da DECON
delegado Eduardo Prado: Titular da DECON

Ex-delegado adjunto da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (DENARC), onde atuou por vários anos e se destacou com a prisão de grandes traficantes, Eduardo Prado disse que a DECON vai agir com todo o rigor contra aqueles que insistirem nessa prática criminosa. “Seremos duros nas nossas ações, não só no caso específico, mas também em toda a área de atuação da DECON, doa a quem doer”, disse Eduardo Prado, garantindo que irá implementar um novo ritmo de trabalho na especializada.