Polícia Civil: Dema faz apreensão de objetos usados em pichações em Goiânia e Aparecida

260

Depois de vários meses de investigações, a Polícia Civil (PC) apreendeu, na manhã desta quarta-feira (5/9), vários materiais utilizados para pichações em Goiânia e Aparecida de Goiânia. De acordo com o delegado titular da Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema), Luziano Carvalho, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nos dois municípios. “Para se ter uma noção, dois dos suspeitos são casados e estavam juntos na prática desse crime”, afirma.

Delegado Luziano Carvalho: Dema

Tintas, pincéis, sprays e revistas especializadas em pichações estão entre os materiais apreendidos. “Também recolhemos DVDs com imagens gravados pelos próprios pichadores. Nas cenas eles aparecem praticando o crime. Para se der uma ideia, até equipamentos de rapel nós apreendemos”, acrescenta o delegado. Os responsáveis pelos materiais serão indiciados por crime ambiental e também por formação de quadrilha.

Durante o tempo de investigação, a Polícia Civil identificou pelo menos 250 pessoas, inclusive mulheres, que agiam pichando locais em Aparecida de Goiânia e na Capital. O Grande Hotel e o prédio do Itaú na Praça no Bandeirante, no Centro, são dois dos locais preferidos dos pichadores. Para eles, quanto mais difícil e mais arriscado melhor.

Segundo a PC, a punição por crime ambiental por pichação e formação de quadrilha prevê reclusão. “A ideia é que seja realizado um trabalho educativo para que as pessoas não voltem a praticar o crime”, conclui Luziano Carvalho

 

Fonte: Site A Redação
Texto: Adriana Marinelli