Denarc prende 11 pessoas em festa regada a drogas e bebidas, denominada “Segunda Sem Lei”

391
Drogas e celulares apreendidos na festa "Segunda Sem Lei"

Onze pessoas são presas por tráfico em boate

Na madrugada dessa terça-feira (31/1) a Polícia Civil prendeu 11 pessoas em Aparecida de Goiânia, suspeitas de tráfico de drogas em uma boate. Comandada pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), a operação contou com a participação de 40 policiais. Ao todo, 200 pessoas foram abordadas, sendo 30 menores, incluindo uma adolescente de 13 anos.

Segundo o delegado Odair José Soares, titular da Denarc, a Polícia Civil recebia denúncias há cerca de dois meses, informando que nessa boate, nas noites de segunda-feira, ocorria venda e uso de drogas e consumo de bebidas. A festa, intitulada “Segunda Sem Lei”, acontecia na boate Full Time. No local foram encontrados 50 porções de drogas como maconha, cocaína, crack. O delegado contou que alguns policiais se infiltraram na festa e fizeram imagens de pessoas comercializando entorpecentes. Por volta das 2h da manhã, os demais agentes entraram no local e fizeram as prisões e apreensões.

Armas encontradas com Aminadabe Santos Chagas e Ricardo Antônio

Três mulheres foram identificadas como traficantes, sendo duas adolescentes. Além da maior, outros três homens estão presos na carceragem da Denarc. Aminadabe Santos Chagas, 20 anos e Evandro Santos Pinheiro, que é um dos gerentes da boate, foram presos por porte ilegal de armas. Os dois estavam com dois revólveres calibre 38. Já Ricardo Antônio dos Santos, 26 anos, foi preso por suspeita de tráfico e possui passagem por homicídio. Dois carros roubados, um Siena e um Prisma, com registro de roubo nos dias 25 e 29 de janeiro, foram encontrados no estacionamento do local.

O dono da boate será indiciado, mas segundo a Polícia Civil, o mesmo alegou que não sabia o que acontecia pois apenas aluga o espaço. No entanto, ele deve responder pelo crime de fornecer bebidas alcoólicas a menores de idade, pois muitos adolescentes foram encontrados bêbados na festa. O delegado informou também que vai continuar investigando outras festas desse tipo, principalmente, as que acontecem em chácaras em Goiânia e região metropolitana.

Texto: Lis Lemos
Foto: Adalberto Ruchelle
Fonte: Site A Redação