Polícia Civil: Droga apreendida com traficantes daria lucro de R$ 80 milhões ao tráfico

890
Pasta base de cocaína apreendida pela Polícia Civil de Goiás e do DF

A Polícia Civil goiana e do Distrito Federal, em parceria com a Polícia Militar, fez a maior apreensão de drogas no Estado ocorrida nos últimos anos. A investigação iniciada no DF no final de 2010, resultou na apreensão de 343 quilos de pasta base de cocaína encontrados ontem em uma fazenda na cidade de Goiás. Durante a ação foram apreendidos ainda quatro veículos (sendo duas caminhonetes Hilux, Fiat Strada e caminhonete F250), uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 38, rádios comunicadores e outros objetos.

De acordo com o Delegado do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc), da 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil, sediada na Cidade de Goiás, Ivaldo Gomes de Mendonça, a investigação vinha sendo conduzida pela P

Droga estava revestida em balões para camuflar o cheiro

olícia Civil do Distrito Federal. “Ontem, através de troca de informações entre a Polícia Civil do DF e Genarc fizemos diligências no local. Foi solicitado mandado de busca e apreensão para a fazenda e no cumprimento desse mandado foi encontrada essa grande quantidade de entorpecentes”, explica.

A droga vinha de Mato Grosso e abasteceria o Carnaval do Distrito Federal. Estava sendo transportada em caminhonetes Hillux. A fazenda em Goiás servia apenas como ponto de armazenamento. Os demais veículos eram utilizados na segurança da droga. Estimativa preliminar indica que o total apreendido renderia mais de R$ 80 milhões no varejo.

Delegados Ivaldo Gomes, do Genarc, Adriana Accorsi, Delegada Geral da Polícia Civil de Goiás, e Jorge Luiz Xavier, Diretor Geral da Polícia Civil do DF, durante a apresentação da droga e dos presos à imprensa goiana

Além de Pedro Soares da Silva, de 27 anos, e Gercina Marques Santana, 51, presos no local, uma pessoa está foragida e outro suspeito foi morto. Segundo o delegado, tudo indica que o foragido era o responsável pela compra da droga. A Polícia Civil está checando se o suspeito morto seria Venerando Vieira Nunes Júnior. “Nós suspeitamos que ele estava com documentos falsos”, afirma Ivaldo.

De acordo com a polícia, esta é a segunda maior apreensão de cocaína realizada no Estado.Cerca de 50 policiais participaram da operação. Houve apoio dos helicópteros da Polícia Civil  goiana e PC do DF. A aeronave da Polícia Civil agilizou o transporte da cocaína apreendida para a perícia e o armazenamento, nos depósitos da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), em Goiânia. “Essa droga seria utilizada no Carnaval. Então, a apreensão foi de fundamental importância para diminuir a circulação de entorpecente na região”, avalia o Ivaldo Gomes.

 

Os traficantes presos Pedro Soares e Gercina Marques Santana
Tablete de pasta base da cocaína pronta para ser periciada

 

 

 

Fonte: Notícias de Goiás

Fotos: Polícia Civil

 

 

 

 

Helicóptero e viatura da Polícia Civil goiana utilizada na operação
Vista aérea da fazenda, em Goiás, onde a droga esta escondida