Polícias Civis de GO e do DF e MP interditam Cartório de Planaltina de Goiás e prendem tabelião

437

Uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público de Goiás com a participação da Polícia Civil do DF cumpre nesta manhã, 22,  mandados de busca, apreensão e prisão em cinco endereços do Entorno e DF. Entre os locais, está o cartório de Planaltina de Goiás onde foi determinada a prisão do tabelião (responsável pelo cartório).

Policiais e promotores desbarataram um esquema criminoso de falsificação de escrituras de terrenos do DF e do Entorno que funcionava com a participação de tabeliães. Em alguns dos casos, documentos adulterados referentes a áreas públicas no DF eram “esquentados” em cartórios do Entorno e ganhavam o status de endereço particular. Esse tipo de fraude funciona no DF há muitos anos e começou a ser investigada ainda na época da CPI da Grilagem, em 1995. Mas na época as investigações nos cartórios não prosperou.

Recentemente, policiais da Delegacia de Planaltina de GO obtiveram pistas de que o esquema estava em pleno funcionamento e começaram a investigar o caso, com a participação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A Polícia Civil de Goiás pediu apoio à Polícia do DF nas investigações. O diretor da instituição, Jorge Luiz Xavier destacou policiais da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) e da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deco) para atuar na operação.

“Essa é uma operação muito importante para o DF também porque diz respeito a terrenos daqui cuja documentação é falsificada no Entorno, por isso determinei a atuação de policiais da Dema e da Deco no caso”, afirmou Xavier. A Polícia Civil também cumpriu mandado de busca e apreensão em endereço do Lago Sul. Um assessor de uma desembargadora está entre os detidos na operação.

Fonte: Blog da Lilian Tahan – Correio Braziliense