Polícia Civil elucida latrocínio em Caldas Novas. Vítima foi amordaçada e esfaqueada

535
latrocinio caldas
Gleisson Aquino, Mônica Santos e Lucas Alves

A Polícia Civil de Caldas Novas prendeu, no dia 18 de março, três pessoas suspeitas de terem matado Elciene Gomes Vieira Ferreira, de 50 anos, encontrada amordaçada e esfaqueada em uma quitinete no Setor Nova Vila, naquele município. A vítima havia desaparecido no dia 16 de março, ao sair para cobrar aluguéis em nome de seu irmão. O corpo foi encontrado logo após a denúncia do desaparecimento, no banheiro de um dos imóveis alugados pelo irmão da vítima.

A Polícia Civil, imediatamente, iniciou diligências, no sentido de identificar e prender os suspeitos. Foi apurado que, no mesmo dia do desaparecimento, os cartões de débito e crédito do irmão de Elciene foram utilizados para saques em Caldas Novas e Goiânia, no valor de R$ 3 mil, e compras, no valor de R$ 5 mil. A Polícia Civil identificou ainda a aquisição de uma passagem para a cidade satélite de Ceilândia, no Distrito Federal.

No dia seguinte, 17 de março, a equipe de policiais civis de Caldas Novas recebeu a informação de que o cartão de crédito havia sido utilizado numa drogaria de Ceilândia. Ao tentar passar o cartão, no entanto, o suspeito não obteve sucesso, já que o mesmo havia sido bloqueado. O circuito de câmeras do estabelecimento gravou imagens do homem que tentou fazer a compra.

A Polícia Civil de Caldas Novas, então, se deslocou para Ceilândia e, com ajuda da Polícia Civil do Distrito Federal, diligenciou em toda a área dos arredores da farmácia identificada. Na manhã de 18 de março, a dupla de homens foi vista saindo de uma quitinete naquela região. Abordados, eles foram identificados como Gleisson Aquino dos Santos Freire, de 20 anos e Lucas Alves, de 20 anos.

Com eles, ainda foi presa Mônica Santos Gomes, de 24 anos, também suspeita de participação no latrocínio. Na quitinete em que o trio estava foram achados R$ 1.200, celulares, calçados, relógios, roupas e perfumes de marcas famosas, adquiridos com os cartões tomados de Elciene.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Caldas Novas