Polícia Civil esclarece latrocínio ocorrido em Rio Verde e recebe elogios pela solução do caso

444
Fernando Freira Lopes, o Fernando Capeta: preso pela Polícia Civil

Policiais Civis de Rio Verde e Santa Helena chegaram ao final das investigações sobre o latrocínio ocorrido no mês de outubro do ano passado, com a prisão de um dos latrocidas e a localização e apreensão do veículo e acessórios roubados da vítima.

O  crime ocorreu quando a vítima, Fabiano de Freitas Ferreira, trafegava com seu veículo Celta e foi surpreendido pelos meliantes Fernando Ferreira Lopes, vulgo Fernando Capeta, e Fabrício Souza Caetano, conhecido por Grilo. Os comparsas após matarem Fabiano com um tiro na cabeça, levaram o veículo para a cidade de Santa Helena de Goiás, onde retiraram e venderam os acessórios do veículo. A carcaça do veículo foi  jogada em uma lagoa e recuperada com o apoio de  mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Santa Helena de Goiás,  a mais de 12 metros de profundidade.

O acusado Fernando Ferreira Lopes foi preso e confessou o delito, enquanto o seu comparsa e partícipe,  Fabricio Souza Caetano, está foragido. Os acessórios do veículo foram apreendidos com os receptadores, que serão responsabilizados criminalmente. O latrocínio comoveu a cidade de Rio Verde, motivando inclusive os moto-taxistas a realizarem uma passeata pela cidade pedindo justiça.

A elucidação do crime pela Polícia Civil foi elogiada por toda a mídia local pelo êxito nas investigações. Atuaram no caso os Delegados de Polícia Luiz Gonzaga Júnior e Adelson Candeo Junior, os Agentes Aguinaldo, Valdivino, Alessandro, Claudinei Galdino, Roberto Rabelo e o Escrivão José Junior.

Texto:  Escrivã de Polícia Geralda Ferraz