Polícia Civil: Genarc, de Goianésia, prende traficantes e mais um foragido da justiça

474
Droga apreendida

Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos – Genarc, de Goianésia, prenderam na noite de 2ª feira(28), três traficantes e um foragido da justiça, condenado por furto. Além dos quatro, os policiais conduziram  13 usuários de crack que se encontravam em bocas de fumo onde ocorreram as prisões de traficantes. As  primeiras prisões ocorreram no Bairro Nova Aurora quando os Policiais Civis foram cumprir um Mandado de Prisão em desfavor de Tiarley Henrique dos Santos, 21 anos, que estava em companhia de Diego Santos Resende, 25 anos.

Ao serem abordados foi encontrado com os mesmos e apreendido 300 gramas de crack. Em seguida os Policiais Civis foram até a residência de Tiarley e lá cumpriram um mandado de busca e apreensão domiciliar. No local foram apreendidas porções de maconha além de uma balança digital com fragmentos de crack. Os acusados Tiarley e Diego foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de droga.

Diego não possui antecedentes criminais já Tiarley, é foragido do regime semiaberto,  condenado pelo crime de tráfico de drogas, desde 2007. Esta foi a terceira autuação de Tiarley pelo mesmo crime, e desde quando passou a cumprir pena no regime semiaberto é investigado. Ele também está  sendo indiciado pelos crimes de receptação de objetos furtados, de introdução de moeda falsa. Tiarley  é suspeito ainda de vender atestado médico para os reeducandos do semiaberto, que  utilizam os documentos como justificativa das faltas no CIS-Goianésia, quando não pernoitam naquela unidade prisional. Cada atestado era vendido por até 200 reais, com isso o reeducando ficava 15 dias sem pernoitar no CIS-Goianésia.

                                                                                                                                                                                                                                                            As outras prisões ocorreram na quadra de esportes situada, no Feirão do Bairro Nova Aurora, após os policiais civis

Presos acusados de tráfico de drogas

receberem várias denúncias de que uma pessoa  conhecida por Paulo estava comercializando drogas naquele local, diante disso os policiais foram ao local e abordaram várias pessoas,  entre elas estava Paulo Amilton de Almeida, 27 anos, que ao avistar os policiais do GENARC tentou engolir uma grande porção de crack, mas como a porção era muito grande o mesmo não obteve êxito e a regurgitou(vomitou)  e ainda tentou jogá-la em cima de uma árvore, porém a droga foi localizada, apreendida e como havia duas pessoas que acabara de adquirir droga de Paulo o mesmo foi autuado mais uma vez em flagrante pelo crime de tráfico de droga, visto que em 2010 ele foi autuado e após sete meses conseguiu liberdade, após ser absolvido da acusação de tráfico de drogas.Vale ressaltar que a porção apreendida com Paulo pode render até 55 porções pequenas que são vendidas pelo preço de 10 reais cada.

 No local onde ocorreu a prisão de Paulo Amilton havia vários usuários de drogas entre eles estava o foragido da justiça Jeferson de Barros Borges, o “Macaco” de 23 anos, além de duas pessoas que foram detidas com porções de crack e em seguida autuadas em TCO’S pelo crime de posse de entorpecente para consumo próprio. Os acusados Tiarley Henrique, Diego, Paulo Amilton e Jeferson foram conduzidos ao CIS-GO e os outros 11 usuários de crack foram liberados após  prestarem depoimentos na sede do GENARC de Goianésia.

Geralda Ferraz – Escrivã Polícia