Polícia Civil: GEPATRI de Rio Verde prende quadrilha especializada no roubo de gado

532
Quadrilha agia com violência - Foto ilustração
Quadrilha agia com violência  no roubo de gado – Foto ilustração

Uma quadrilha especializada em crimes na zona rural foi desbaratada pela polícia civil na sexta-feira. O grupo agia na Região Sudoeste do Estado, principalmente nas cidades de Rio Verde, Caiapônia e Montividiu, além de Iporá, no Centro Goiano. De acordo com informações da Polícia Civil, os criminosos roubaram cerca de 2 mil cabeças de gado, além de maquinário e defensivos agrícolas em pouco menos de um ano de atuação na região.

Segundo o delegado titular do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI), de Rio Verde, Danillo Proto, os bandidos eram violentos e usavam caminhões e até cavalos para embarcar o gado roubado. “Caso a fazenda estivesse ocupada, o grupo rendia os proprietários, apartava o gado e levava os animais”, diz. A quadrilha ainda praticava furtos em propriedades rurais desocupadas.

Em julho do ano passado, 41 cabeças de gado foram roubados de uma só vez de uma fazenda da região. Na ocasião, o proprietário disse que os prejuízos chegaram a R$ 60 mil. Na mesma semana, duas outras fazendas foram furtadas nas mesmas condições, o que motivou Danillo Proto a estabelecer uma operação para capturar os criminosos. “Investigamos por quase seis meses para chegar até eles”, disse o delegado.

Foi realizada uma operação conjunta da Polícia Civil, Grupo de Patrulhamento Aéreo (Graer) e Polícia Militar (PM), na última sexta-feira, para localizar e prender os envolvidos nas ações nas fazendas da região. Foram presas 12 pessoas suspeitas de participação nos crimes (veja galeria abaixo). As prisões ocorreram nas cidades de Rio Verde, Caiapônia, Iporá e Bom Jardim. Foram apreendidos ainda armas e munições. Eles estão detidos na Casa de Prisão Provisória de Rio Verde.

Fonte: O Popular
Texto: Eduardo Pinheiro
Foto: Google (Ilustração)