PC investiga distribuidora de medicamentos por fraude em licitações através de laranjas

491

Delegada de Polícia Mayana Rezende

Uma distribuidora de medicamentos em Aparecida de Goiânia é suspeita de fraudar licitações em mais de 80% dos municípios goianos. Na terça-feira (14), agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) cumpriram mandado de busca e apreensão na sede da empresa.

A distribuidora, uma das maiores do ramo, teria seis empresas laranjas participantes do esquema em Goiás. Elas entravam nas licitações para concorrer entre si. “Ao ter em mãos a maioria das propostas, a empresa conseguia direcionar o certame que queria ganhar. E mesmo quando as empresas menores do grupo venciam a concorrência, era a maior que vendia os medicamentos”, explica a delegada adjunta da Dercap, Maiana Rezende.

Documentos e computadores apreendidos

Segundo a delegada, a distribuidora começou a ser investigada em 2011, após denúncia feita por um ex-funcionário. Até o momento, ninguém foi preso. Além desses sócios, vários prefeitos goianos podem responder criminalmente pela fraude. “Em alguns municípios, apenas as empresas do grupo venciam os certames. Em outras, quando outra empresa saia vitoriosa da licitação, não conseguia fazer a venda”, conta a delegada.

Não há data marcada para os sócios prestarem depoimento. Segundo Maiana, o inquérito está em fase de análise dos documentos. “Ainda temos de solicitar perícias e marcar as oitivas”, informou. A investigação tem 30 dias para ser concluída, mas a delegada acredita que precisará pedir a prorrogação do prazo.

 Fonte: G1/GO
Fotos: Patrícia Neves (Diário da Manhã)