Operação São Cristóvão, em Ipameri, desarticula quadrilha de assaltantes de ônibus

743
Quatro dos sete presos na Operação São Cristóvão, desencadeada em Ipameri

Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Ipameri, com apoio da 9ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), de Catalão, desarticularam uma quadrilha especializada em assaltos ônibus no trecho da BR-050, que compreende os municípios de Ipameri e Campo Alegre de Goiás. Os crimes investigados foram praticados no primeiro semestre deste ano.  A “Operação São Cristóvão”, desencadeada ontem (18.09), resultou na prisão de sete pessoas, cinco delas acusadas de serem os autores dos roubos, entre os quais um menor, e as outras duas os receptadores, que colaboraram com as investigações, indicando a origem dos objetos e dando outras informações.

Batizada de “Operação São Cristóvão”,  numa referência ao santo protetor dos viajantes, a ação, segundo o Delegado de Polícia Diogo Andrade Ferreira, de Ipameri, cumpriu seu objetivo. “Prendemos nossos alvos e ainda obtivemos mais provas materiais do envolvimento dessas pessoas nos crimes de roubo, receptação e formação de quadrilha”, assinalou o Delegado. As prisões ocorreram nos municípios de Cristalina e no Distrito de Domiciano Ribeiro, localizado no município de Ipameri.

 A operação mobilizou 55 policiais, contando com a participação de quatro Delegados de Polícia, 26 Agentes e sete Escrivães de Polícia das unidades policiais da 9ª DRP e   de oito Agentes do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) e do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) da 5ª Delegacia Regional de Polícia, de Luziânia. Participaram também da operação policiais do GPT, de Ipameri, e da Polícia Rodoviária Federal, de Catalão,  além de Policiais Civis da Unidade de Inteligência da  9ª DRP.

Além dos Mandados de Prisão, num total de sete, a Polícia Civil cumpriu também  13 Mandados de Busca Domiciliar, expedidos pelo Poder Judiciário. Os mandados resultaram na recuperação de 18 aparelhos celulares, 03 notebooks, 01 Tablet e eletrônicos diversos, subtraídos das vítimas. Foram apreendidas também as roupas usadas pelos autores num assalto a ônibus ocorrido em 6 de julho último. Com o resultado positivo da operação, Diogo Andrade disse que é possível concluir as investigações, tendo em vista que as provas encontradas com o desencadeamento da “Operação são Cristóvão”.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil