Polícia Civil prende acusados de falsificação de alvarás judiciais

435
Trio foi apresentado na DEIC.
Trio foi apresentado na DEIC.

Policiais civis do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes, da DEIC, apresentaram nesta terça-feira (05/04) três homens acusados de falsificação de alvarás judiciais referentes a processos que tramitam na 11ª Vara Cível de Goiânia. Leandro Rodrigues de Morais, Ricardo Borges Rocha e Rondriander Lourenço Camargo causaram prejuízos avaliados em mais de R$ 200 mil.

De acordo com a delegada Mayana Rezende, os investigados filmaram uma estagiária do Poder Judiciário digitando sua senha para acessar os procedimentos. Com a senha, eles conseguiram inserir o nome de Leandro como beneficiário de valores depositados em juízo e falsificaram alvarás para levantar as quantias. “Eles chegaram a falsificar assinaturas e carimbos de juízes”, contou Mayana.

Após os saques, Leandro ficava com 20% do valor, enquanto Ricardo e Rondriander embolsavam 40% cada um. Os três vão responder por falsificação de documento público, estelionato, falsidade ideológica, subtração ou inutilização de livro ou documento e associação criminosa.