Polícia Civil prende em Rio Verde médico que matou a ex-mulher em Nova Lima, MG

458
Médico preso em Rio Verde quando participava de um  seminário sobre pena de morte
Médico preso em Rio Verde quando participava de um seminário sobre pena de morte

O médico mineiro Alfredo Carlos Dias Mattos Junior, de 47 anos, acusado de ter matado a ex-mulher Magda Maria Braga de Mattos,com uma injeção letal foi preso após participar como mediador de uma palestra sobre pena de morte na tarde desta terça-feira (18), em Rio Verde.

Segundo o delegado Danilo Fabiano Carvalho, titular da 8ª Delegacia Regional de Polícia, de Rio Verde, o crime teria acontecido há 16 anos em Nova Lima (MG), quando a mulher, também médica, pediu o divórcio e foi internada para fazer uma cirurgia e tratar dores abdominais.

Alfredo soube que ela já estaria em um novo relacionamento e foi fazer uma “visita” para a ex-mulher no hospital. A mãe dela estava no quarto, como acompanhante, e o ex-genro ofereceu um suco para ela que tinha sonífero. Após dopar a sogra, ele aplicou no cateter da vítima uma substância que gerou intoxicação e o óbito.

Depois de ser processado, julgado e condenado a 14 anos de prisão, ele mudou para Goiânia. Em parceria com a Polícia Civil de Minas Gerais, a Polícia Civil de Goiás soube através do filho do foragido, que divulgou um panfleto na web, que o médico estaria em uma palestra na Faculdade de Medicina de Rio Verde. Os policiais se infiltraram no evento e prenderam Alfredo, que deve ser transferido para Nova Lima ainda essa semana. Ele aguarda a transferência no Presídio Municipal de Rio Verde.

Os policiais civis se infiltraram no evento e prenderam Alfredo, que deve ser transferido para Nova Lima ainda nesta semana. Ele aguarda a transferência no Presídio Municipal de Rio Verde.

Fonte: O Popular