Polícia Civil prende grupo suspeito de dois roubos em Goianésia

436

roubo2A Polícia Civil de Goianésia deflagrou, no dia 6 de janeiro, a segunda fase da “Operação Forasteiros”, com o intuito de prender integrantes de uma quadrilha que amedrontou a cidade de Goianésia entre o mês de setembro e outubro do ano passado, efetuando pelo menos dois roubos no bairro Parque das Palmeiras, o primeiro em uma residência, onde as vítimas foram feitas reféns, e o segundo, em um supermercado no mesmo bairro.

Na primeira fase, a Polícia Civil e GPT/PM de Goianésia, após investigações, em uma ação conjunta, efetuaram a prisão do primeiro suspeito de praticar os roubos, Paulo Sérgio Gontijo Freitas, na cidade de Rialma. Ele foi flagrado pelas câmeras de segurança durante roubo no supermercado (foto). Na mesma ocasião, um menor também foi apreendido por participação nos roubos.

Com a identificação dos outros dois suspeitos, o Delegado Murillo Leal Freire representou pela prisão preventiva dos mesmos. Em cumprimento a mandados de prisão, foram presos Carlso Alberto Gomes dos Santos, vulgo “Zoinho”, e Lucas Antônio da Silva, vulgo “Lucas Panda”, que encontra-se preso em Ceres, por receptação, posse de arma de fogo e associação criminosa.

Desta forma, a Polícia Civil de Goianésia encerra as investigações dos dois casos de roubo, e o inquérito que apura os fatos será remetido ao judiciário que determinará o futuro dos três suspeitos maiores que estão encarcerados e do menor envolvido. Ressalta-se que os quatro envolvidos são “forasteiros”, oriundos das cidades de Ceres, Rialma e São Luiz do Norte, e que vieram tentar ganhar a vida roubando na cidade de Goianésia.