Polícia Civil prende no MS traficante apontado como sucessor de Beira-Mar

1013

Foram apresentados na manhã de ontem na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) oito pessoas presas em Coronel Sapucaia (MS) acusadas de integrar o esquema criminoso vinculado ao Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Operações paralelas deflagradas pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) e Polícia Civil na terça-feira revelaram a articulação de roubos de veículos e tráfico de drogas a partir da maior instituição penitenciária goiana, com ramificações em pelo menos quatro outros Estados brasileiros. Entre os detidos está Salvador Espíndola Arantes, 25 anos, apontado como o sucessor dos traficantes Fernandinho Beira-Mar e Leonardo Dias Mendonça no Centro-Oeste. Segundo a polícia, ele conseguia enviar para Goiás um tonelada de maconha por semana.

Fernandinho Beira-Mar, em caricatura: Sucessor no tráfico de drogas preso pela Polícia Civil de Goiás no MS

Os oito detidos – seis homens e duas mulheres – foram presos em Coronel Sapucaia, município fronteiriço ao Paraguai. No grupo está Cássio Siqueira Arantes, 25 anos, que há três semanas cumpria pena na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia. Com alvará de soltura nas mãos, ele já estava no Mato Grosso do Sul, onde, segundo o titular da DERFRVA, Edson Carneiro, já executava ações para o esquema criminoso. Também foram presos Eliana Peixoto Ferreira, 26 anos, apontada corretora do tráfico; Renato de Freitas Rosa, 26; Rodrigo Ferreira Boveda, 25; Junior Dione Ortelhado Mendes, 25; Mário dos Santos Duarte, 30; e Priscila Viana da Silva, 19.

Os presos de Coronel Sapucaia se uniram aos outros envolvidos no esquema detidos no dia anterior nas operações Guilhotina e Cadeia do Crime e foram ouvidos ontem na delegacia. Cerca de oito delegados trabalham em sistema de mutirão para desocupar as celas com rapidez para que todos sejam enviados para a Casa de Prisão Provisória (CPP). Agentes e escrivães da Polícia Civil em Goiás estão em greve. De acordo com o delegado Edson Carneiro, todos serão indiciados por tráfico, associação para o tráfico, furto e roubo de veículos e lavagem de dinheiro e ficarão à disposição da Justiça de Goiás.

                                                       Sucessor de Beira-Mar e Leonardo Dias Mendonça

Salvador Espíndola Arantes, 25 anos, é conhecido como rei da maconha pela sua facilidade de conseguir, junto aos produtores paraguaios, grandes quantidades da droga. Também chamado de Salva, Primo ou Veinho, ele mantinha contato direto com presos na POG, no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, que organizavam o consórcio Goiás Fumaça, reunindo veículos roubados e dinheiro para trocar por drogas em Mato Grosso do Sul. O grupo liderado por Salvador vinha sendo monitorado há um ano e as ações foram confirmadas através de interceptações telefônicas, vídeos e fotografias. Mais de 30 veículos roubados foram encontrados em poder da organização.

Um dos delegados responsáveis pela prisão, Fernando Sakuraba disse que pelo seu poder de articulação, Salvador já vinha sendo apontado como sucessor dos megatraficantes Fernandinho Beira-Mar e Leonardo Dias Mendonça no Centro-Oeste, atualmente recolhidos em presídios federais de segurança máxima. Para enviar a droga a Goiás, o grupo costumava usar veículos roubados, estradas secundárias e batedores para transportar a droga. O consórcio criado na POG reduzia os “prejuízos” ocasionais provocados por acidentes, estragos dos carros, blitzen ou apreensões.

Em uma ocorrência, uma caminhonete S-10 roubada em Catalão, com placas frias de Goiânia, tombou na MS-306, entre Costa Rica e Chapadão do Sul, no Mato Grosso do Sul. O veículo transportava 910 quilos de maconha e com o acidente o motorista fugiu. Também próximo a Chapadão do Sul, uma F-250, roubada no Paraná e clonada em Dourados (MS), estragou. O carregamento de 1.575 quilos de maconha procedentes do Paraguai que seriam entregues em Jataí (GO) foi abandonado. As caminhonetes, por terem bom desempenho em estradas de terra, eram os veículos preferidos do grupo.

Veja matéria e vídeo publicados no site G1 sobre a prisão:
http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/07/sucessor-de-beira-mar-diz-delegado-sobre-fornecedor-de-drogas-em-goias.html

Veja vídeo da matéria que saiu no Jornal Nacional no dia 14/07, sábado:
http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/07/policia-descobre-quadrilha-que-agia-dentro-e-fora-das-cadeias-em-goias.html

Fonte: O Popular
Texto: Malu Longo
Foto: Google(Ilustração)