Polícia Civil prende responsáveis por explosões em Rio Quente

395

IMG-20160706-WA0032Quatro homens integrantes de uma quadrilha responsável por explosões de caixas eletrônicos foram apresentados pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (06/07), na DEIC (Delegacia Estadual de Investigações Criminais). A investigação que levou ao bando foi coordenada pelo delegado Alex Vasconcelos, chefe do Grupo Antirroubo a Banco, e durou pouco mais de três meses.

Foram presos: Eduardo da Silva, de 20 anos, Michael Rhanderson Macena da Silva, de 22 anos, Gabriel Eduardo Alves Rezende, de 18 anos, e Marcos Felipe de Sousa Godoi, de 25 anos. Um integrante da associação criminosa está foragido – é o paraibano Renato da Silva Ferreira, de 35 anos. “O Renato já foi preso pela nossa equipe em março do ano passado, em flagrante, após explodir um caixa eletrônico do Banco do Brasil em Morrinhos”.

Os detidos são apontados pelos policiais civis como autores de três explosões em Rio Quente, nos meses de fevereiro, maio e junho: “A Operação Termal foi desencadeada na última segunda-feira e os alvos foram presos em Caldas Novas, Morrinhos e Rio Quente”, esclareceu Vasconcelos.

Ainda de acordo com o delegado, os presos têm um longo histórico de passagens pela Polícia, com registros de roubo, furto, porte ilegal de arma de fogo, porte ilegal de explosivos, receptação, desacato e tráfico de drogas.