Polícia Civil: Programa Escola Sem Drogas faz palestras para cerca de 100 mil pessoas

440

Em 2.547 palestras ministradas em 155 cidades goianas, o Programa Escola Sem Drogas da Polícia Civil, um dos mais importantes e conceituados programas de prevenção às drogas de Goiás, atendeu 97.474 pessoas entre janeiro e novembro deste ano. O programa foi a 336 escolas e em 156 instituições dos mais variados segmentos para realizar palestras sobre os males causados pelas drogas, com abordagens, inclusive, sobre o consumo de drogas lícitas como  o cigarro e o álcool.

 O relatório das atividades do Programa Escola Sem Drogas foi entregue hoje(08.12) à Delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, pela coordenadora do programa, a Delegada Cláudia Rocha. Accorsi considerou os resultados dos trabalhos do Programa Escola Sem Drogas, mesmo não estando computados ainda os números de dezembro,  de altíssimo nível. Para ela, esses números confirmam a importância e a grande aceitação pública do programa mantido há anos pela Polícia Civil.

 Adriana Accorsi disse que o momento é crucial e delicado para a sociedade brasileira em razão da disseminação do crack entre os cidadãos, em especial entre os mais jovens. Por isso, é preciso investir cada vez mais, mas não só na repressão. “Precisamos ir fundo na raiz do problema e trabalhar na conscientização das pessoas sobre o inferno que é o mundo das drogas para que a sociedade se desfaça desse mal perigoso e devastador”, afirmou Adriana Accorsi, considerando como uma excelente iniciativa o programa de enfrentamento às drogas que o governo federal acaba de lançar.

Foto: Google (Ilustração)