Polícia Civil realiza duas grandes apreensões de bebidas falsas em um único dia

723

WhatsApp Image 2017-06-30 at 113O Grupo Antissequestro, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GAS/Deic), realizou uma apreensão de dois caminhões de bebidas falsas na quinta-feira (29). Os três autores do ilícito foram presos.

WhatsApp Image 2017-06-30 at 111
Esq. para a dir.: Carlos da Cunha, Arnaldo Cassemiro e Roberto Miler

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Kleyton Manoel, os autores do crime adquiriam bebidas mais baratas e de qualidade inferior para, em seguida, depositar o conteúdo destas em garrafas com rótulos de bebidas de prestígio, alta qualidade e mais caras. Ainda segundo a autoridade policial, os produtos falsos eram vendidos para bares e boates de Goiânia.

Carlos José da Cunha Leão e Roberto Miler de Andrada e Silva foram presos na Vila Santa Helena. Arnaldo Cassemiro da Costa foi capturado no Residencial Cidade Verde. Eles foram enquadrados pelo crime de adulteração de alimentos. A pena prevista é de até oito anos de reclusão.

WhatsApp Image 2017-06-30 at 11415ª DDP
No mesmo dia da operação do GAS/Deic, a equipe da 15ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP), composta pelos agentes Deusimar, Mendelson, Sales, João Henrique, Flávio, Hamilton e Luis Cláudio , além da escrivã Suzana, coordenados pelo Delegado Eduardo Gomes, realizou operação com o objetivo de identificar e fechar dois laboratórios clandestinos de adulteração de cerveja.

WhatsApp Image 2017-06-30 at 115
Johnnathan Barreira e Lucas Tavares, presos em flagrante

No mês de maio deste ano, os investigadores da 15ª DDP já haviam realizado uma operação dessa natureza. Foi possível identificar mais dois locais onde o crime ocorria. Na ocasião, foram presos Lucas Ricardo O. Tavares como responsável pela mercadoria e Johnnathan Barreira dos Anjos, funcionário do primeiro. Ambos foram autuados em flagrante pelo crime de adulteração de alimentos.

Nos locais, ainda foram apreendidas cerca de 200 caixas de cervejas, inúmeros rótulos e tampas de garrafa para realizar a adulteração, duas prensas, bem como duas Kombis utilizadas para o transporte das mercadorias. As investigações continuam por parte da Polícia civil, com a finalidade de descobrir os receptadores da mercadorias apreendidas e descobrir novos locais de adulteração.