Polícia Civil soluciona homicídio em fazenda de Morrinhos. Discussão motivou assassinato

367
edevaldo
Edevaldo Cardoso da Silva

O inquérito que trata do homicídio de Gilson Morais da Silva, ocorrido no dia 29 de junho, numa fazenda de Morrinhos, foi enviado ao Poder Judiciário. Edevaldo Cardoso da Silva, caseiro da propriedade, foi apontado como autor do assassinato. Ele estava foragido desde o dia do crime.

Segundo o delegado José Antônio de Podestà Neto, Edevaldo havia se refugiado em Itumbiara. No dia 23 de setembro, porém, ele se envolveu em delito na cidade de Panamá e foi encaminhado à Delegacia de Goiatuba, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão. Recambiado para Morrinhos, Edevaldo foi ouvido e confessou o crime.

O crime
O corpo de Gilson Morais foi encontrado no dia seguinte ao crime, no banheiro da casa onde pernoitava. Levantamentos preliminares feitos pelos policiais civis, constataram que a vítima foi atingida por um disparo de espingarda e por, pelo menos, cinco golpes de faca.

De acordo com as investigações, Edevaldo trabalhava na fazenda há cinco anos e a vítima estava no local para lhe substituir durante o período de férias. No dia anterior, autor e vítima ingeriram grande quantidade de bebida alcoólica e se desentenderam, momento em que Edevaldo matou Gilson.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Morrinhos