Polícia Civil de Goianésia tira de circulação trio acusado de tráfico de drogas na cidade

441
trio goianesia
Adenil, Júlio César e Bruninho

Policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) de Goianésia, com apoio de policiais lotados na delegacia local e na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), e sob a coordenação do delegado Marco Antônio Maia Júnior, titular da 15ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), efetuaram, no dia 14 de novembro, as prisões de Júlio César Calixto da Rocha, o “Truta”, de 22 anos, de Bruno Vinicius Reis, o “Bruninho”, de 20 anos, e de Adenil Borges Vieira, conhecido vulgarmente por “Boteco” e “Jiraya”, de 28 anos.

Com o trio, foram encontrados e apreendidos dois quilos de maconha e 100 gramas de crack. A abordagem ocorreu na Avenida Goiás, no Setor Sul. Na ocasião, o grupo ocupava um VW/Gol verde que era conduzido por Adenil. Há seis meses, eles eram alvos de investigações do GENARC, por ser suspeito de envolvimento com o crime de tráfico de drogas na região leste da cidade.

Dos presos na operação, apenas Boteco não possui antecedentes criminais. Bruninho, por sua vez, possui passagem pelo crime de tráfico de drogas. Truta, o principal alvo das investigações, possui várias passagens pelos crimes de roubos de veículos e estabelecimentos comerciais em Goianésia e Jaraguá. Há quase 50 dias, ele foi vítima de tentativa de homicídio, após uma suposta disputa por territórios de pontos de vendas de drogas, na região leste de Goianésia.

Após ser autuado em flagrante delito nos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, o trio foi conduzido ao Centro de Inserção Social de Goianésia, onde aguarda julgamento. Em pouco mais de 24 horas, os policiais civis de Goianésia conseguiram tirar de circulação cinco suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GENARC / Goianésia