Polícia comprova falsificação de assinaturas e fraude na aprovação de empreendimento

550

relatorio nexusA equipe envolvida na pesquisa de opinião do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) do Nexus Shopping & Business, empreendimento do Setor Marista, deverá ser indiciada por crime contra a administração ambiental pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema). Além do grupo, de quatro pessoas, empresas envolvidas na obra serão responsabilizadas.

O laudo feito no Instituto de Criminalística, que consta no inquérito da delegada Lara Melo Oliveira, aponta que 37 assinaturas podem ter sido feitas por uma mesma pessoa. Destas, a perícia dividiu em três grupos, sendo que em um, com 18 assinaturas, a probabilidade é grande terem partido de uma mesma pessoa, sendo improvável que sua reprodução seja de punhos distintos. O mesmo foi identificado em outros dois grupos, um com 17 rubricas e outro com 2.

A delegada responsável pelo inquérito, concluído nesta segunda-feira (17), disse que a perícia descartou que a pessoa responsável pela pesquisa tenha falsificado as assinaturas. No entanto, confirmaram que o preenchimento de datas e endereços partiu dela, exceto de quatro formulários. A perícia pontua, ainda, a possibilidade de uma mesma pessoa ter preenchido os 37 formulários. Para a delegada, mesmo que tenham sido três entrevistados diferentes, não faz diferença. “São 37 formulários falsos, e isso maculou todo o estudo.”

A delegada informou ainda que policiais foram a campo com 32 formulários escolhidos aleatoriamente. Conversando com as pessoas que constam nos documentos, somente duas confirmaram a entrevista e a assinatura. O inquérito será remetido nesta terça-feira (18) à Justiça.