Policiais Civis da 2ª Delegacia Regional de Polícia de Aparecida de Goiânia prendem estuprador

529
Virgilo é acusado de estuprar dois filhos menores e três sobrinhas

Os Agentes de Polícia Venerando Júnior e Guilherme Ávila, do CAOP – Capturas e Apoio Operacional, coordenados pelo Delegado de Polícia Rener de Sousa Moraes, titular da 2ª Delegacia Regional de Aparecida de Goiânia, prendeu na  última sexta-feira,(30) em Aparecida de Goiânia, Virgílio Araújo Silva, que  tinha dois Mandados de Prisão expedidos por juízes daquela Comarca, por prática de crime de estupro (art. 217-A do CPB), ocorrido no ano de 2011. À época do fato, Virgílio tinha sido preso por ser suspeito de abuso sexual contra menores, sendo que as vítimas seriam seus próprios filhos e três sobrinhas adolescentes. Uma das sobrinhas, de 18 anos, relatou a delegada Mirian Vidal, da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente, de Aparecida de Goiânia, que desde os 11 anos era vítima dele. 

Em dezembro passado, Virgílio havia sido colocado em liberdade através de alvará de soltura expedido pelo Tribunal de Justiça de Goiás. No mesmo mês foram expedidos Mandados de Prisão da 1ª e 2ª Varas Criminais de Aparecida de Goiânia. Desde que os mandados foram encaminhados ao CAOP, os Policiais Civis vinham realizando diligências para localizar e prender Virgílio, que foi encontrado morando no Bairro Hilda daquela cidade. Com a prisão, ele foi recolhido e encaminhado a Casa de Prisão Provisória, ficando à disposição do Judiciário. Na ocasião da 1ª prisão, o caso ganhou repercussão em virtude da gravidade do fato e do elemento ter sido preso com trajes íntimos femininos, com um brasão da Polícia Civil, arma de fogo e várias  fotos dele vestido de policial e travestido de mulher.


Geralda Ferraz – Escrivã de Polícia