Policiais Civis do GENARC de Goianésia tiram de circulação suspeitos de tráfico de drogas

413
Trio de traficantes preso pela Polícia Civil em Goianésia
Trio de traficantes preso pela Polícia Civil em Goianésia

Três pessoas foram presas em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas durante uma operação realizada por Policiais Civis lotados no Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC), Delegacia Municipal de Polícia e Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), todas de Goianésia.

Os policiais montaram campana em pontos estratégicos das rodovias que ligam Goianésia a Jaraguá, Pirenópolis e Ceres no intuito de prender em flagrante os suspeitos que já vinham sendo investigados há vários meses.

A prisão de dois dos acusados aconteceu na GO-230, rodovia que liga Goianésia a Ceres, e um terceiro que havia conseguido escapar do cerco policial foi preso posteriormente. Os presos Agnaldo Nogueira, de 40 anos, Samuel e Souza Cardoso, de 23, e Jonaildo do Nascimento, de 24, eram todos como os maiores traficantes de Goianésia e região, segundo informou o Delegado Marco Antônio Maia, Titular da 15ª Delegacia Regional de Polícia e do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) local.

Agnaldo Nogueira, proprietário da empresa Encomenda Urgente, era o responsável pelo transporte das drogas para Goianésia. Samuel de Souza Cardoso comandava o tráfico e José Jonaildo do Nascimento tinha a tarefa de armazenar e distribuir a droga. “O triângulo do crime era muito bem planejado, uma vez que a empresa Encomenda Urgente fazia o transporte de passageiros de Goianésia para Goiânia, o que a colocava acima de qualquer suspeita operacionalmente”, disse o Delegado Marco Antônio Maia.

Durante a operação, Agnaldo Nogueira, que conduzia uma VW Spacefox, tentou furar o bloqueio da Polícia Civil e por pouco não atropelou um Policial Civil e um Delegado de Polícia que participava da operação policial. Para evitar o atropelamento, os policiais colidiram uma das viaturas utilizadas na operação no veículo do traficante, fazendo com que ele tomasse outra direção. Na fuga, Agnaldo Nogueira dispensou 1 kg de pasta base de cocaína e se escondeu no meio do mato. Os policiais saíram em perseguição e conseguiram prendê-lo no dia seguinte no fim da manhã.

Com os traficantes foram aprendidos 2 quilos de maconha, 1 um quilo de pasta base de cocaína, 200 gramas de cocaína, do tipo escama de peixe, um notebook, possivelmente produto de furto, a quantia de quase R$ 300,00 em dinheiro, além de um veículo furtado em São Paulo. Marco Antônio Maia acredita que com a venda das drogas o lucro do trio seria em torno de 50 mil reais. Agnaldo Nogueira e José Jonaildo não possuem antecedentes criminais, já Samuel estava em liberdade mesmo respondendo por crimes de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e por tráfico de drogas. Os três foram encaminhados para a unidade prisional de Goianésia e estão à disposição da justiça.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / GENARC