Policiais Civis de Iporá prendem traficante que trocava objetos de crime de furto por drogas

325
Dieizon troca drogas por objetosfurtados
Dieizon trocava drogas por objetos furtados

Informados da ocorrência de vários furtos praticados mediante arrombamento no Setor Águas Claras e região, em Iporá, os Policiais Civis do 2º Distrito Policial daquela cidade saíram a campo para tentar identificar os autores dos crimes. Os alvos principais eram os usuários de drogas, uma vez que as informações davam conta de serem eles os suspeitos dos arrombamentos. Só ontem, dia 14, oito Boletins de Ocorrência foram registrados na Delegacia de Polícia local, noticiando mais crimes dessa natureza ocorridos no final de semana, no Setor Jardim Novo Horizonte.

As investigações levaram os Policiais Civis aos usuários Ruan Henrique Lemos Almeida, Leonardo Francisco de Jesus e o menor M. H. B. S. Presos e o menor apreendido, os suspeitos confirmaram a prática dos furtos em residências dos Setores Águas Claras e Jardim Novo Horizonte. Disseram ainda que os objetos subtraídos teriam sido trocados por Crack com o traficante Dieizon Ramiro de Farias Lemes os últimos dez dias.

Os policiais então se deslocaram até a casa de Dieizon Ramiro, onde o traficante entregou vários objetos que teria recebido de Ruan. Leonardo e do menor. Os Policiais Civis contaram mais de quarenta peças, dentre as quais forno micro-ondas, bebedouro de água, espingarda de pressão, semi-jóias e botijões de gás.

Objetos apreendidos na casa do traficante
Objetos apreendidos na casa do traficante

Além do tráfico de drogas, Dieizon foi autuado em flagrante também por receptação. Na casa, a Polícia Civil ainda uma porção de maconha. Quanto aos suspeitos dos furtos, os mesmos não foram autuados em flagrante pela ausência de previsão legal, mas serão indiciados em Inquérito Policial instaurados para apurar os furtos.

Lembrou o Delegado Claiton Colodete, Titular da 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), de Iporá, que a prisão de pequenos traficantes representa uma diminuição direta da criminalidade, principalmente no que se refere à pratica de crimes contra o patrimônio. A Polícia Civil, conforme ainda Claiton Colodete, está empenhada no combate a esses e outros crimes, os quais têm, na sua opinião, desafiado a paz e a segurança dos cidadãos iporaenses.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
fotos: Polícia Civil / Iporá