Policiais Civis do 9º Distrto Policial prendem homicida que estava foragido desde 2011

318
Amós do Carmo Sussuarana com a vítima, Pâmela Lopes da Silva

Na última sexta-feira, dia 02 de março, Policiais Civis do 9º Distrito Policial de Goiânia cumpriram Mandado de Prisão contra Amós do Carmo Sussuarana, acusado por crime de homicídio. O Delegado Washington da Conceição, titular do 9º DP,  frisou que Amós, em novembro de 2009, matou a esposa Pâmela Lopes da Silva com 17 facadas. O crime aconteceu na cidade de Porto Velho, em Rondônia.

Pâmela e Amós viviam juntos há 8 anos juntos. O casal passou a noite num bar e quando voltou para casa, por volta das 6 horas da manhã, a a vítima foi atacada com uma faca. Após o crime, Amós Sussuarana fugiu do local, deixando a arma do crime  nas mãos de Pâmela na tentativa de simular um suicídio.

O corpo de Pâmela, que tinha 23 anos na época, foi encontrada por vizinhos que estranharam que ela ainda estivesse dormindo, pois sempre acordava cedo.  Resolveram, então, arrombar a porta do apartamento.

Amós do Carmo Sussuarana foi condenado a 16 anos e 6 meses de reclusão a ser cumprida no regime inicial fechado. Ele estava foragido desde 23 de setembro de 2011. No momento da prisão, Amós do Carmo não portava nenhum documento, além de usar 8 (oito) camisetas de modelos e cores diferentes. A intenção era dificultar sua localização e sua  identificação no caso de uma  fuga e prisão posterior.