Policiais da DEAM de Luziânia prendem padastro que abusava da enteada há quase 10 anos

573
estuprador2
Benoá Paulino

Policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Luziânia, região do Entorno do Distrito Federal, prenderam, no dia 11 de junho, Benoá Paulino dos Santos, de 50 anos, acusado pelo crime de estupro de vulnerável praticado contra B.L.C, 14 anos de idade, sua enteada.

De acordo com as investigações, coordenadas pela delegada Dilamar Aparecida, titular da DEAM, a prática criminosa ocorria desde que a vítima tinha cinco anos de idade. No início, o padastro acariciava as partes íntimas da menina e, mais tarde, passou a praticar conjunção carnal.

A atitude do padastro, segundo ele mesmo alegava à menina, seria importante para que ela se qualificasse como garota de programa, ideia que ele alimentava na mente da criança como sendo algo honroso.

O crime foi denunciado pela própria criança que, cansada das agressões, falou sobre os atos com um de seus professores, que procurou o Conselho Tutelar. Comunicada, a delegada Dilamar representou pela prisão preventiva de Benoá, pedido prontamente atendido pelo Judiciário.

O delegado da 5ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), Rodrigo Mendes, parabenizou as ações desenvolvidas por toda equipe e ressaltou a importância da luta contra os crimes de violência contra a mulher e, principalmente, contra as crianças.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / DEAM / Luziânia