Policial civil impede assalto em Rio Verde

502
WhatsApp Image 2016-08-27 at 01
Vinícius da Silva, 21 anos

Davi Campos, policial do Grupo Especial de Repressão a Crimes contra o Patrimônio (Gepatri) de Rio Verde, no Sul Goiano, estava com a esposa e a filha de três anos em um restaurante da cidade na noite de sexta-feira, 26. Repentinamente, Vinícius Gonçalves da Silva, 21, entrou armado com um revólver calibre 38 e anunciou o assalto.

A maioria dos clientes do estabelecimento fugiu para a rua. Vizinhos do restaurante abriram seus portões para abrigar as quase vítimas. Ao notar o lugar praticamente vazio e as condições favoráveis para uma intervenção que não oferecesse riscos à vida de terceiros, Davi deu voz de prisão a Vinícius. Houve troca de tiros. Vinícius foi alvejado por dois tiros. O assaltante, ferido, foi agredido por várias pessoas.

A Polícia Militar foi acionada. Com o auxílio de Davi, acabaram impedindo que Vinícius sofresse novas agressões por parte da multidão revoltada. Os comparsas do assaltante, o qual foi encaminhado para o hospital, conseguiram fugir. Davi apreendeu o revólver utilizado por Vinícius na tentativa frustrada de assalto. A arma de fogo tinha seis munições. Assim que receber alta, o criminoso será levado à Unidade Prisional do município.

De acordo com a titular da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), delegada Taísa Antonello, Davi Campos é um policial caracterizado por possuir um perfil técnico e dedicado, o que lhe tem permitido uma atuação sempre eficiente no Gepatri (Fonte: Plantão Policial RV).