Policial do GT3 fica em 1º lugar em curso de formação de atiradores

1136
angelo
Ângelo Gurgel Bello Butrus

O escrivão de Polícia Ângelo Gurgel Bello Butrus, atualmente lotado no GT3 – Grupo Tático de elite da Polícia Civil de Goiás, participou do Curso de Atirador de Precisão realizado pelo Comando de Operações Táticas- COT, da Polícia Federal, em outubro, e ficou em primeiro lugar entre os participantes, sendo o único a atingir um alvo posicionado a 1 km de distância. O curso aconteceu por cinco semanas, em Brasília, e contou com a participação de membros de grupos de elite de outros estados, como COT/PF, CORE/RJ, TIGRE/PR, BOPE/DF, COE/SP, BOPE/PR, BOPE/PA, BOPE/TO, BOPE/RN E BOPE/GO.

Ângelo já é formado Atirador de Precisão Policial pela Divisão de Operações Especiais – DOE/PCDF e diz que o conhecimento e experiência adquiridos em cursos anteriores foram primordiais para o sucesso de mais essa capacitação, encabeçada por instrutores treinados nas melhores escolas de atiradores de precisão do mundo, referências nesse tipo de treinamento, com atualizações anuais internacionais.

O curso teve avaliações e provas semanais, com nível de exigência aumentado a cada nova etapa, e contou com aulas teóricas e práticas. Entre as disciplinas aplicadas estavam balística; camuflagem, incluindo o uso do traje ghillie; planejamento operacional; progressões em ambientes hostis; emprego de equipamentos ópticos (noturno-termal); tiro de precisão de curta, média e longa distâncias, com interferências na trajetória do projétil; tiros sob stress; reconhecimento furtivo, e outras.

Para Butrus, um atirador não é formado em 40 dias, mas deve estar em constante treinamento, nos aspectos físico, mental e prático. “Ele será exigido quando precisar neutralizar o perpetrador ou perpetradores em qualquer evento crítico, efetuando o disparo preciso de incapacitação”, avalia. Atualmente, o Grupo Tático 3 da Polícia Civil de Goiás possui três atiradores de precisão e possui equipamentos recentemente adquiridos. “Com mais dois atiradores, atingiremos a mais alta capacidade técnica e operacional”, completa.