Preso em Caçu acusado de ser o mandante da morte do irmão

926

Policiais Civis de Caçu prenderam na última segunda-feira, 07/11, Murilo Oliveira Alves que é acusado de ser o mandante da morte do irmão, Maurício Oliveira Alves. Além dele foram presos Fernando Silveira Brasil e Franciel Rodrigues Rosa, acusados de serem os executores do crime.

O Delegado Elexandre Cezar Rossignolo informa que Maurício estava desaparecido desde desde a noite do dia 01 de novembro. Ele, após ter sido ferido com golpes de faca, teve o corpo queimado com gasolina às margens da rodovia BR 346, entre as cidades de Aparecida do Rio Doce e Jataí. Três dias depois os executores removeram o corpo de Maurício com a finalidade de ocultar o cadáver, tendo desovado o corpo na ponte do Rio dos Macacos, onde foi localizado no dia 07 de novembro pelos Policiais Civis de Caçu.

Elexandre Cezar disse ainda que Murilo teria encomendado a morte do irmão com o objetivo de se tornar o único herdeiro da família. Os executores foram contratados pela quantia de R$3.000,00 (três mil reais), mas não chegaram a receber o valor combinado.

Para execução do crime Fernando locou um Fiat palio e comprou6 litrosde gasolina num posto da cidade, o que chamou atenção dos policiais. Desde então as investigações foram direcionadas em cima dele, que se tornou um dos principais suspeitos do crime. A camionete Ford Ranger utilizada no transporte do corpo, na tentativa de ocultar o cadáver, também foi apreendida e encaminhada para a perícia.

A morte do jovem empresário de apenas 25 anos comoveu os moradores da cidade de Caçu e região, pela forma como foi cruelmente executado e pela indignação de ter sido morto a mando do próprio irmão.