Ladrão de carros que atuava próximo ao Hospital Araújo Jorge é indiciado

514

A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) concluiu, na manhã desta segunda-feira (19), as investigações acerca do furto de um VW Gol, ocorrido no dia 19 de fevereiro deste ano, nas proximidades do Araújo Jorge. O caso teve repercussão na cidade, uma vez que o veículo pertencia à família de uma criança que fazia tratamento contra um câncer na unidade de saúde.

Olismar Mendes Gomes, vulgo “Gaguinho”, foi preso por policiais civis da DERFRVA, mas deve responder o processo em liberdade. De acordo com as investigações, fazendo uso de uma chave falsa conhecida por “micha”, ele furtou o automóvel para comercializar algumas peças, como pneus, rodas e outros acessórios. O homem já foi condenado pela prática do mesmo crime e atualmente é réu em mais três ações penais também por furto de veículos.

Segundo o delegado Paulo Ludovico (foto acima), a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário pela prisão preventiva de Olismar, em virtude do extenso histórico de práticas do crime da mesma natureza, mas a Justiça entendeu ser desnecessária a prisão do investigado. No entanto, Olismar será indiciado pelo crime de furto qualificado pelo uso de chave falsa e poderá ser condenado em até oito anos de prisão.

O carro foi encontrado dias depois do crime, bastante danificado e sem os pneus, em uma estrada na Região Metropolitana de Goiânia, e devolvido à família, que mora na cidade de Taquaral de Goiás. O automóvel era o único meio de transporte utilizado semanalmente pelos pais da criança de três anos para levá-la ao hospital.