Preso no município de Sítio D’Abadia, pai que matou a própria filha de apenas 11 anos

802

 Policiais Civis de Posse, com apoio da PM de Sítio d’Abadia, prenderam no último domingo (03.06), Sebastião da Silva Barreto, de 49 anos. Sebastião é acusado pelo homicídio de sua filha Ana Lúcia Pires Barreto, de apenas 11 anos. O Delegado Renato Rodrigues de Oliveira, titular da Delegacia de Polícia de Posse, disse que na manhã de domingo Sebastião teria procurado a Polícia Militar de Sítio D’abadia e comunicado sobre o desaparecimento de Ana Lúcia, fato supostamente ocorrido na tarde do dia anterior.

Com isso, os policiais iniciaram as buscas próximo ao local onde ela teria descido do ônibus escolar. Não demorou muito para que o corpo da menina fosse encontrado em um matagal, distante aproximadamente 15 metros da estrada, com um profundo corte no pescoço.

Através de investigações e oitivas informais com diversas pessoas, inclusive em conversa com o Conselho Tutelar do município, foi obtida informação de que havia junto ao órgão notícia sobre eventual abuso sexual praticado pelo autor contra a filha. Levando em consideração esse dado e após diversas diligências, já durante a noite, Sebastião Barreto,  ao ser questionado sobre algumas contradições em suas declarações, acabou confessando a autoria do delito.

Sebastião da Silva Barreto alegou que a motivação do crime seria o medo do que aconteceria com ele por estar abusando sexualmente da filha. Ele usou “macete de pilão”, também conhecido como “mão de pilão”, que serviu para fazer com que a criança desmaiasse. Em seguida, pegou uma faca tipo peixeira para cortar o pescoço da menina quando já estava no chão. Sebastião indicou o local onde as armas estavam escondidas. A faca apreendida apresentava vestígios de sangue.

Imagem: Ilustração (Google)