Netas da namorada: Polícia Civil prende suspeito de abusar de cinco crianças em Caiapônia

470
caiaponia
Eduardo Alves, o Canela

A Delegacia de Polícia Civil de Caiapônia, no sudoeste do Estado, cumpriu, no dia 5 de junho, mandado de prisão preventiva em desfavor do lavrador Eduardo Alves da Silva, vulgo “Canela”, de 40 anos, suspeito de estupros de vulneráveis, corrupção de menores e satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente.

Segundo informações da delegada Marianna Campos Diniz do Amaral Ribeiro, que coordenou as investigações, Canela mantinha relacionamento amoroso com a avó de duas das vítimas, G. de 7 anos e K. de 9 anos. Além das das netas da namorada, foram vítimas dos abusos, D., de 5 anos, N., de 9, e A., de 12 anos de idade.

Após denúncia, a equipe de polícia realizou investigações para apuração dos fatos e da autoria dos estupros. À polícia, as crianças contaram, com riqueza de detalhes, os diversos abusos que sofriam de Canela, além de relatarem sobre o que eram obrigadas a fazerem entre si.

Conforme lembra a delegada, além dos depoimentos, foi desenvolvido um trabalho psicológico com as crianças, as quais manifestaram as agressões por meio de desenhos. Após indícios de materialidade e autoria dos crimes, a Polícia Civil de Caiapônia representou pela prisão preventiva do acusado.

caiaponia2
Desenho feito por uma das vítimas

De acordo com as investigações, o suspeito teria se aproveitado do relacionamento com a avó, bem como amizade com os pais das outras crianças para praticar os atos libidinosos.

A delegada Marianna Campos destaca que esse tipo de crime deve ser combatido com veemência. “É importante que os adultos estejam atentos aos sinais como mudança de comportamento, isolamento, depressão, queda no rendimento escolar, fuga de casa, agressividade”, explica ela.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / Caiapônia