Presos suspeitos de tentar matar reeducando que se recusou a levar celulares e drogas para dentro da cadeia em Itapuranga

982
Esq. p/ dir.: Ricardo de Oliveira, Cinthia Nogueira e Douglas Rangel

Policiais civis de Itapuranga cumpriram mandados de prisão contra quatro pessoas na quinta-feira (22) durante a Operação Mercado Negro. Os alvos são investigados pela participação na tentativa de homicídio de um reeducando do regime semiaberto da Unidade Prisional do município que se recusava a introduzir celulares e drogas para dentro do centro de detenção.

Foram capturados Douglas Rangel Silva Borba, por alcunha “Dogão”, e Cíntia Nogueira Guimarães. Cumpriram-se também ordens judiciais contra dois detentos, quais sejam, Ricardo de Oliveira Moreira, apelidado de “Lobo Mau”, e Lázaro Ferreira de Castro Júnior, mais conhecido como “Tio Zé”.

De acordo com as investigações, Douglas Rangel e outro indivíduo não identificado tentaram matar José Carlos dos Santos Júnior no dia 02 de fevereiro último no centro da cidade, quando a vítima, que é reeducanda da Unidade Prisional, saiu desse centro de detenção no início da manhã. A tentativa de homicídio teria sido cometida a mando de Lázaro porque José Carlos se negava a levar drogas e celular para o interior da Cadeia.

Ainda segundo o que foi apurado, José Carlos era coagido por Cíntia, esposa de Ricardo, o qual, por sua vez, era quem repassava as ordens de Lázaro. Este cumpre pena em outra Unidade Prisional em virtude de determinação do Poder Judiciário.

Durante a operação, também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão. Na residência de Cíntia, Júlio César Roberto Lemes portava uma pequena porção de produto suspeito de se tratar de maconha. Por isso, em desfavor do último foi lavrado Termo Circunstanciado de ocorrência (TCO) por posse de entorpecente para consumo próprio.