Policiais Civis de Inhumas prendem acusados pelos crimes de tráfico e homicídio

1243

Policiais Civis de Inhumas prenderam, por força de Mandado de Prisão Preventiva,  João Victor Martins de Melo, Murilo Henrique Pompeu de Pina, Cleomar Antônio de Souza e Michel Bruno Fernandes, na última sexta-feira (23.08). Os presos são acusados de terem assassinado Luiz Cláudio de Rezende, conhecido como  Luiz Gordo,  e tentado matar Daniel Bueno Fernandes, o Daniel da Globo.

Murilo Henrique Pompeu de Pina

Segundo investigações realizadas pela Polícia Civil, no dia 03 de janeiro deste ano, por volta das

Michel Bruno Fernandes

22 horas, os João Victor Martins de Melo, Murilo Henrique Pompeu de Pina e Michel Bruno Fernandes, todos armados,  foram até a residência da vítima Luiz Cláudio de Rezende. Chegando no local, João Victor e Murilo Henrique desceram do veículo, entraram na residência da vítima. Os acusados perguntaram se a vítima estava devendo e de imediato efetuaram vários disparos.

Na residência,  se encontravam a genitora e enteada de Luiz Cláudio. Os autores  evadiram-se imediatamente do local e dirigiram-se para Goiânia. As investigações apontaram que Luiz Cláudio tinha uma dívida com Michel Bruno. Este, então, convidou seus comparsas João Victor e Murilo para ceifarem a vida da vítima.

Cleomar Antônio de Souza
João Victor Martins de Melo

No dia seguinte, no período da manhã, João Victor Martins de Melo, Murilo Henrique Pompeu de Pina e Michel Bruno Fernandes Fortunato retornaram a Inhumas a mando de Cleomar Antônio de Souza, que ofereceu-lhes uma certa quantia em dinheiro para matar Daniel Bueno Fernandes. Por volta das 10 horas chegaram no estabelecimento comercial onde a vítima trabalhava. João Victor e Murilo desceram do veículo e desferiram vários disparos contra Daniel. A vítima sobreviveu, mas perdeu a visão de um olho.

O Delegado de Polícia Humberto Teófilo de Menezes Neto, titular da Delegacia de Polícia de Inhumas, disse que uma gravação ambiental realizada pela Polícia Civil constituiu-se numa das provas substanciais para a decretação da Prisão Preventiva dos suspeitos. João Victor e Michel Bruno possuem uma vasta ficha criminal. O primeiro  encontra-se atualmente cumprindo pena na Penitenciária Odenir Guimarães, sendo que no dia que cometeu o crime contra Daniel  Bueno encontrava-se foragido do sistema penitenciário. Michel Bruno Fernandes, por sua vez,  está preso na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos pelo crime de roubo.  Murilo Henrique e Cleomar Antônio estão recolhidos na Agência Prisional de Inhumas.

Mais um homicídio

Victor Vinícius Barbosa de Souza

No dia 16/08, Policiais Civis de Inhumas prenderam Victor Vinícius Barbosa de Souza, o Bodinho, de 18 anos. Victor Vinícius é suspeito pelo homicídio de vítima Ítalo Marcelo Silva Savero, o Pinça, de 19 anos. O Delegado Humberto Teófilo de Menezes Neto conta que no dia 27 de maio deste ano Ítalo foi alvejado por disparos de arma de fogo. Através das provas juntadas no Inquérito Policial foi possível chegar na pessoa de Victor Vinícius como suposto autor do delito e temido traficante na região onde reside.

Todos os indícios demonstram que Bodinho matou Pinça por causa de uma dívida de R$ 200 que a vítima teria com o autor. Ambos seriam traficantes na região do Parque São Jorge, em Inhumas, e Pinça era apenas um dos revendedores de drogas do traficante Bodinho.

Ainda segundo as provas obtidas durante as investigações, Ítalo Marcelo havia comprado de Bodinho R$ 200 em drogas para revendê-las. Esse fato aconteceu no dia 11 de maio do corrente ano e, neste mesmo dia, a droga fora apreendida pela Polícia Militar. Por conta desta apreensão, a vítima não conseguiu saldar as dívidas geradas pela compra de drogas, o que causou um desentendimento entre Pinça e Bodinho. Por conta da dívida, Pinça não saía mais de sua residência por conta das várias ameaças que estava sofrendo.

No dia 27/05, quando a vítima estava retornando de um Pit Dog para sua casa com alguns amigos, Pinça foi abordado por Bodinho,

Droga apreendida com Victor Vinícius

 que aproximou-se da vítima e efetuou três disparos de arma de fogo, momento em que esta pediu ajuda aos amigos que estavam presentes. Neste instante, percebendo que Pinça ainda estava com vida, Bodinho retornou e efetuou mais três disparos, vitimando-o fatalmente.

Diante das investigações realizadas até o presente momento, chegou-se a conclusão de que Victor Vinicius Barbosa de Souza possui conduta social reprovável,. Ele é autor de vários crimes, dentre eles o tráfico de drogas e agora o homicídio de Pinça. Durante o cumprimento do Mandado de  Bodinho, os Policiais Civis encontraram em seu poder várias porções de maconha prontas para venda. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.