Rio Verde Sem Drogas: Polícia Civil abre mais um caminho para ajudar na prevenção às drogas

374

Seguindo as diretrizes administrativas traçadas pela Delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, a 8ª Delegacia Regional de  Polícia (DRP), de Rio Verde, realizou dias 20 e 21 de agosto último, através do Programa Rio Verde Sem Drogas, um curso de multiplicadores no combate e prevenção ao uso de drogas. O objetivo do curso, segundo Delegado Danilo Fabiano, titular da 8ª DRP, é estabelecer mais um canal de comunicação com a sociedade na tentativa de multiplicar os caminhos para que se chegue o dia em que as drogas percam sua força e deixam de causar tanto mal às pessoas e às famílias.

Um dos palestrantes do curso Delegado Titular da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos – Denarc, Odair José. ele falou sobre os problemas que as drogas podem trazer para o indivíduo e a sociedade. O Delegado também apresentou, durante sua palestra, o trabalho realizado Denarc. Outro palestrante foi o Perito Criminal Leonardo de Faria, que tratou das perícias criminais e implicações do uso das drogas. O Programa Rio Sem Drogas foi idealizado pelo Delegado Danilo Fabiano como forma de contribuir, atuando em parceria com o Programa Escola Sem Drogas, da Polícia Civil, para ajudar naconscientização da pessoas sobre os males causados pelas drogas.

Delegado de Polícia Danilo Fabiano

No segundo dia do curso, foi a vez de Hindermburg Cruvinel, que é farmacêutico e bioquímico, fazer sua abordagem no curso. Ele tratou das características e formas de diagnósticos das principais drogas. Também um dos palestrantes, Danilo Fabiano falou sobre o avanço das drogas no município de Rio Verde e abordou a legislação específica sobre o tema. Também, no dia 21, os ouvintes contaram com a presença do Pastor Sérgio Aquino, que fez um momento de reflexão e apresentou o filme “Me dê a Mão” – filme realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a Polícia Civil de Rio Verde.

Participaram do evento alunos de diversos cursos da Faculdade Almeida Rodrigues – FAR, contabilizando um número aproximado de 750 ouvintes. Também participaram das palestras professores, coordenadores dos cursos e corpo diretor da FAR. O Programa Rio Verde Sem Drogas foi idealizado com o intuito de atuar como um centro norteador para que a sociedade possa agir como multiplicadora no combate e na prevenção ao uso de drogas, que tem se mostrado como grande mal da sociedade atual.

A 8ª DRP instalou em sua sede uma sala para atendimento exclusivo aos dependentes químicos e seus familiares com o objetivo de dar-lhes orientação, oferecer apoio, com o atendimento especializado dado por psicólogos e encaminhamento, caso queiram, para tratamento em clínicas parceiras do Programa Rio Verde Sem Drogas. O Delegado Danilo Fabiano afirma que o Programa Rio Verde Sem Drogas continuará ministrando palestras, cursos, debates e orientando as famílias sobre o problema das drogas, além de intensificar o combate ao tráfico de drogas.