Reconhecido e preso: Policiais Civis do 26º DP prendem homem de 45 anos por estupro e roubo

397
Veneis Costa Lima : Estuprador

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira, dia 19, Veneis Costa Lima, de 45 anos, mediante mandados de busca e apreensão domiciliar e prisão temporária de cinco dias. Ele é suspeito de praticar roubo e estupro, mediante atos libidinosos, contra diversas vítimas no Setor Jaó, em Goiânia. Pelo menos três vítimas, segundo a Delegada Sabrina Leles, titular do 26º Distrito Policial (DP), onde o caso está sendo investigado, o reconheceram. A prisão ocorreu no Setor Guanabara, na capital.

Através das descrições físicas e de alguns caracteres da placa da motocicleta, os policiais chegaram à Veneis. As vítimas o reconheceram, primeiramente, através de fotografia. Após o cumprimento da prisão temporária, ele foi reconhecido pessoalmente, e sem titubear, as vítimas afirmaram que Veneis é o autor dos crimes de roubo e estupro, através de atos libidinosos, praticados contra elas.

Crimes


No último dia 6 de março, uma jovem de 18 anos, registrou ocorrência na 26ª Distrito Policial de Goiânia. Ela contou que havia sido vítima de roubo e estupro, mediante a prática de atos libidinosos, por um homem, que utilizava uma motocicleta. O acusado a abordou quando ela se aproximava de sua residência no Setor Jaó. Era por volta das 18h15 e a vítima retornava de um curso profissionalizante. Quando caminhava em direção a sua residência foi surpreendida por um homem, que a agarrou pela cintura, chegando pelas suas costas.

Ao abordar a garota, o suspeito a ameaçou dizendo que estava armado e a manteve próxima a seu corpo, exigindo que ela fingisse ser sua namorada. Após subtrair-lhe o aparelho celular, o autor começou a acariciar o corpo da vítima e tocou as regiões íntimas da mesma. Somente com a aproximação de algumas vizinhas da jovem é que o autor desistiu de continuar a prática dos atos libidinosos e fugiu do local. A partir do registro desta ocorrência policial, outras vítimas dele se sentiram encorajadas a procurar a Polícia Civil, relatando fatos muito similares aos ocorridos com a garota de 18 anos.

Conforme narraram, o autor as abordou por trás e após ameaçá-las (dizendo que estava armado e que as mataria caso gritassem por socorro), as abraçava pela cintura. Em seguida as conduzia para um local mais ermo. Após subtrair o aparelho celular das vítimas, tocava as regiões íntimas das jovens, e contra uma das vítimas, mandou que a mesma tirasse o short, pois iria praticar atos sexuais com ela. Porém, ela se aproveitou dos segundos em que se afastou para tirar o short e gritou por socorro. Neste momento o autor se evadiu do local em sua motocicleta.

Fonte: http://www.noticiasdegoias.go.gov.br