Região Noroeste: Polícia Civil prende cinco traficantes em menos de 10 dias

638
Pedro Edson Teixeira

A 22ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP), sob o comando do delegado de polícia Humberto Teófilo, prendeu em flagrante Pedro Edson Teixeira pelo crime de tráfico de drogas após ser surpreendido com 79 pedras de produto assemelhado a crack e duas porções de material suspeito de se tratar de maconha, todas embaladas e prontas para a venda.

A prisão ocorreu no Parque Tremendão, após uma investigação realizada pelos policiais civis. Pedro Teixeira já tem passagens por tráfico de drogas e estava com um mandado de prisão em aberto, que foi cumprido pelos policiais civis.

Nos últimos 10 dias, a equipe da DDP realizou cinco prisões por tráfico drogas. Em uma dessas ações, foram apreendidos aproximadamente três quilos de produtos suspeitos de serem drogas, arma de fogo, colete de balístico e balanças de precisão.

Ecstasy, armas e colete balístico
A distrital também realizou a prisão, pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, os autuados Jaqueline Moura de Oliveira, Iranildo Cruz Ferreira e Marcus Paulo Jesus de Brito. Mais dois membros da quadrilha de traficantes ainda encontram-se foragidos.

Durante as investigações, foram identificadas e localizadas as residências dos presos. A deflagração da ação policial resultou na apreensão de aproximadamente três quilos de substância assemelhada a maconha, uma arma de fogo no calibre 38, 11 porções de material suspeito de ser cocaína, oito comprimidos de ecstasy, um colete balístico, duas balanças de precisão e um registro contabilidade do tráfico de drogas.

“Boca” desbaratada
Em continuidade às ações da 22ª DDP, Romário Silva Serrat foi preso em flagrante pela prática dos crimes de receptação e tráfico de drogas. Após investigação, os policiais civis dirigiram-se a uma residência localizada no Bairro da Vitória, onde supostamente estariam guardados objetos provenientes de crime.

Chegando ao local, apreenderam um celular roubado e uma porção de produto assemelhado a maconha pronta para venda em poder de Romário. Na mesma oportunidade, os policiais civis desativaram um ponto de uso e venda de drogas no Jardim Curitiba III.