Rixa entre bairros: Suspeitos de matar adolescente são presos

284

suspeito dihA Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) apresentou, na manhã desta segunda-feira (17), Luiz Fernando Romualdo de Oliveira (foto), de 19 anos, um dos suspeitos de matar o adolescente Vitor Pereira de Amorim, de 13, anos, após brigas entre grupos de bairros rivais, em Goiânia.

De acordo com as investigações, a vítima foi executada na porta de casa, ao lado dos irmãos, no dia 8 de setembro de 2016. “Não tem muito uma justificativa a não ser rixa entre os bairros. A vítima morava no Jardim Curitiba 4 e os autores, na Vila Mutirão. Um mês antes, eles discutiram em uma festa e depois, dois dias antes do homicídio, tiveram outra briga. Um deles até disse que mataria o Vitor”, relatou o delegado Carlos Caetano Júnior, responsável pelo inquérito.

O delegado explicou que Ramom da Silveira Borges, de 18 anos, que também foi preso pelo homicídio, pilotava a moto e o colega estava na garupa, armado. “A vítima estava sentada na calçada, na porta de casa com os irmãos quando os dois jovens se aproximaram de moto. O Luiz deu mais de dez tiros contra o Vitor, sendo que oito deles atingiram o adolescente, que morreu no local”, disse.

A dupla foi presa na sexta-feira (14). Ramom foi detido em casa, na Vila Mutirão. Já Luiz chegou a fugir para Caldas Novas, mas acabou se entregando junto com a advogada na delegacia. Durante a apresentação, o rapaz negou o crime e disse que fugiu por estar sendo ameaçado. “Não fui eu, não conhecia a vítima, não ando naquele setor. Eu fui para Caldas Novas porque estava sendo ameaçado”, disse Luiz. Os dois suspeitos vão responder por homicídio qualificado. Se condenados, podem ficar presos por até 30 anos.